ESTREIA | Emilio Cerri é o novo colunista do AcontecendoAqui

24 de Maio de 2018

Caro Leitor,

É com enorme satisfação que informo a você que o publicitário Emílio Cerri passa a assinar uma coluna no AcontecendoAqui, como colaborador e evangelizador para assuntos relacionados ao POSICIONAMENTO,  uma disciplina dominada por poucos e na qual ele é mestre. Emílio publicará seus pensamentos semanalmente e, desde já, convido você a questionar, perguntar, incomodar o Emílio com todo tipo de abordagem relativa ao conteúdo que ele compartilhará conosco.
Bem-Vindo Amigo Emílio!

Jailson de Sá
Editor

-----------------------------------------

COLUNA DE ESTREIA

Posicionamento, o incompreendido
 

Emilio Cerri*

O Posicionamento (que prefiro chamar de "posicionamento competitivo") é a mais famosa, mais citada e mais incompreendida estratégia de negócios de todos os tempos. Para começar, posicionamento não é o que se faz com o produto, marca ou empresa. É o que se faz com as mentes de prospects e consumidores. Mas como se entra em uma mente abarrotada de informações e apelos dos dias de hoje? E se outra marca já ocupou a brecha mental do cliente? Se o seu produto (na verdade o nome dele) não ocupa um das sete brechas mentais  (1) na categoria, você está frito. Para conquistar uma posição vai ter que tentar desalojar um deles. Depois, vai ter brigar muito para sustentar sua posição e brigar mais se tentar subir na escala. E não estamos falando de “top of mind” (lembrança de marca), mas de “posição competitiva” na mente.

O Posicionamento começou com Al Ries e Jack Trout (já falecido) no final dos anos 70. De lá para cá passou por várias revisões e atualizações particularmente agora nesses tempos digitais. Mas a essência e certos conceitos permanecem inalterados: 1. Mentes são limitadas. As pessoas não conseguem lidar com a montanha de informações que são geradas; 2. Mentes odeiam confusão. A simplificação é a única resposta à sobrecarga de comunicação; 3. Mentes são inseguras. As pessoas são mais emocionais do que racionais; 4. Mentes não mudam. Quando o mercado se decide a discussão termina; 5. Mentes podem perder o foco. Esse é um dos principais motivos porque que a extensões de linha destroem uma marca.

Posicionamento é coisa séria. Ele fixa a direção para a estratégia de negócios da sua empresa. E quando decisões sérias estão sendo tomadas, a alta cúpula deve estar presente. Todo negócio é uma batalha de ideias que termina nas mentes dos clientes e prospects. É uma estratégia de ser "contra" um ou mais concorrentes (minha posição versus sua posição). Se você não tem uma ideia simples e diferenciadora para impulsionar sua empresa ou sua marca, é melhor que tenha um ótimo preço...

Esta coluna será publicada semanalmente. Críticas e sugestões são bem-vindas.

(1) George Miller, psicólogo de Harvard, afirmou que somente "7 pedaços de informação" - como 7 marcas em uma categoria - podem ser retidos na memória de curta duração.

*Acreditado pela Ries & Ries , Atlanta, USA | CEO da Marketall

Emílio Cerri

  • imagem de ecerri
    Emilio Cerri é publicitário, estrategista de marketing e jornalista, com atuação em agências nacionais e internacionais, além de diversas empresas e meios de comunicação. Também vem realizando palestras em vários estados brasileiros e países da América do Sul. Atualmente é CEO da Marketall Comunicação, um hub de serviços de marketing entre os quais se destaca o "Posicionamento Competitivo". Para esse trabalho, Cerri tem o endosso e apoio da Ries & Ries (Atlanta, USA), consultoria de Al Ries, criador do Posicionamento.