Coluna Ozinil Martins | O que esperar do Brasil no Futuro?

12 de Abril de 2021

Será que o país e nós estamos preparados para as mudanças que estão por vir?

Foto de Sergio Souza no Unsplash

 

Decididamente a mudança que a humanidade viverá não nos permite prever como será o mundo em um futuro que está sendo construído. Como as pessoas ganharão seu sustento? Como serão as estruturas do Estado disponibilizadas aos cidadãos? Como serão as relações entre as pessoas? Quais os comportamentos que o crescimento populacional exacerbado exigirá de seus habitantes? Quais profissões resistirão à inteligência artificial? Quais serão as novas profissões? Estamos preparando as novas gerações com os conhecimentos e práticas adequadas para o mundo que está em construção? São apenas algumas perguntas de muitas que deveremos fazer nos próximos anos conforme venha a evoluir a inteligência artificial. 

Penso que uma forma interessante de olhar o futuro é a de ver o que acontece no setor bancário. Nesta área ocorreu automação intensa com redução do quadro funcional e com transferência das operações para os usuários do sistema. Só para ter uma ideia em 1994 existiam no Brasil 32 mil terminais de autoatendimento, atualmente são mais de 200 mil terminais e diminuição do número de agências. É bom lembrar que estamos apenas no começo das mudanças e que elas afetarão todas as áreas. Será que o país e nós estamos preparados para estas mudanças?

Outra área que deveria merecer um olhar cuidadoso do poder público é a Educação. Será que é isto que está acontecendo? A pandemia escancarou o descaso com que se encara a Educação no país. As aulas suspensas, realização de aulas remotas para atender a necessidade de alguns, outros ficaram sem aulas por não terem os recursos tecnológicos que lhes permitissem o acompanhamento e, com isso, aprofundando o tamanho do distanciamento social entre os mais abonados e os que quase nada têm. Na área da Educação Infantil onde tudo começa e é de uma importância imensurável, há uma infinidade de obras paralisadas. São, entre creches, quadras de esporte, escolas de ensino básico-médio e reformas, 8.904 obras paralisadas e milhares de crianças dependendo dessas escolas para começar um processo de qualificação para enfrentar o mundo tecnológico em evolução permanente. Fonte CGU – Controladoria Geral da União.

Sabem por que isto acontece? Licitações feitas em conluio com construtoras não qualificadas, sem capital para sustentar o andamento das obras, mas que interesses espúrios a tornam ganhadora da licitação; a escolha dos terrenos para a construção de obras públicas são sempre os piores exigindo uma série de obras complementares e, às vezes contra prestação de obras por parte das prefeituras, que não as fazem e obrigam, pela ação do governo federal, a paralisação da obra. Enquanto isto há milhares de crianças fora da escola sofrendo um autêntico estelionato em relação ao seu futuro e sendo condenadas, sem nada terem feito, à marginalização. 

Enquanto o país e os pais não entenderem que Educação é a pedra fundamental na formação de seus filhos o Estado continuará garantindo a presença das crianças em sala de aula e uma ou duas refeições por dia. Aos pais e a sociedade cabe à exigência que se preste uma Educação de qualidade; outros países têm demonstrado que é possível e que em 20 anos é possível mudar o perfil do país. Israel, Coreia do Sul, Polônia entre outros podem servir de exemplos ou, para não ir tão longe, pode-se chegar ao Chile. Rubem Alves, um dos mais qualificados pensadores da Educação e sua expressão “Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas!” Umas adestram outras ensinam a pensar! Hoje, na maioria de nossas escolas, se adestra.
 

Prof. Ozinil Martins de Souza

  • imagem de ozinil
    Possui graduação em Geografia pela Fundação Universitária Regional de Joinville e pós-graduação em Educação pelo Instituto Catarinense de Pós-Graduação. Tem forte experiência na área de Administração de Recursos Humanos, Negociação Sindical, Consultoria Empresarial e Empreendedorismo e atua na área acadêmica.

Notícias Relacionadas