Coluna Inspiração | Inovação em tempos de coronavírus

12 de Março de 2020

O grande impacto da doença na economia criativa global em 2020

 

Neste momento está difícil falar de inspiração sem esbarrar no tema do Coronavírus. A onda da doença se espalhou em mais de 100 países e causou milhares de mortes, gerando preocupação em todos e reflexos imediatos na economia global.

 

Mas hoje a coluna não é para falar da doença e de seus graves impactos humanos e econômicos, e, sim, refletir um pouco sobre o impacto que isso terá no intercâmbio de ideias em 2020. O cancelamento e a insegurança sobre a realização dos principais eventos de inovação e criatividade estão reduzindo significativamente a possibilidade de novas conexões e a ignição de projetos e ideias em todo o planeta. Na prática, há um volume menor de troca de informações e insights.

Talvez eu esteja escrevendo esse post porque estou de luto com o cancelamento do SXSW, já com as malas prontas para embarcar para Austin. O cancelamento do evento que lançou empresas como Twitter, Uber e Airbnb abalou a comunidade criativa e deixa dúvidas sobre quais as inovações que vamos perder ou adiar neste ano.

Uma das coisas que mais me chamou a atenção durante o período pré-cancelamento foram os movimentos orgânicos como o “Hack Coronavírus”, no qual empreendedores e líderes de grandes empresas participantes do festival se uniram em um desafio de criar novas soluções para minimizar o impacto do vírus no evento. Infelizmente, a solução não veio em tempo, mas deixou claro o espírito do festival: solucionar problemas e fricções da nossa vida. 

Devido ao grande número de paulistas envolvidos no evento, outro movimento interessante que surgiu foi a possibilidade da criação do “SXSP”, um evento improvisado para aproveitar os palestrantes que não foram e a agenda disponível das pessoas para criar um grande encontro em São Paulo. 

 

Dos palcos para a Web

 

Grandes players do mercado, como Facebook e Google, acharam uma outra solução: transformaram os eventos como F8 e Cloud Next em transmissões online, alinhadas ao movimento dos MOOCS (Massive Open Online Courses) e do “conectivismo”, uma teoria de aprendizagem para era digital. Essas convenções online começaram a usar a tecnologia como ferramenta para compartilhamento de conhecimento e vão minimizar os impactos desses cancelamentos.

Sem dúvida, essa é uma solução válida, porém claramente não vai substituir a troca e o networking que reunir as pessoas fisicamente pode gerar. Assim como no dia a dia das empresas, muitas vezes as melhores ideias surgem nos corredores ou durante um café.

Para acompanharmos essas movimentações, separei alguns exemplos de eventos relevantes do ano que podem sofrer alterações. Essa lista é válida hoje. Amanhã provavelmente teremos novidades. O Cannes Lions, por exemplo, segue confirmado, mas já existe a possibilidade de ser transferido para outubro. Muita água ainda vai rolar nos próximos meses.
 

Clique na galeria para ampliar as imagens e conhecer quais eventos foram cancelados e quais, até o momento, estão mantidos.

Coluna Inspiração

  • imagem de gustavot
    Gustavo Teixeira é formado em Comunicação Social pela FAAP e com especialização em Marketing e Branding pela FGV e ESPM. Iniciou a carreira no universo digital, em portais como UOL e TERRA. Nos últimos 12 anos, atuou no Grupo ABC/Omnicom Group liderando a área de planejamento estratégico da Agência Tudo e Tracylocke Brasil. Atualmente Gustavo lidera a área de planejamento e marketing da NSC Comunicação. É responsável pelo desenvolvimento de novos produtos comerciais e planos de mídia integrados.

Notícias Relacionadas