Coluna Inovação | Programa de aceleração da Shell seleciona duas startups de Santa Catarina

16 de Setembro de 2021

Eloé Energy e Horus Smart Detections estão entre as 10 aprovadas de todo o país na primeira edição do projeto Shell StartUp Engine

 

As startups Eloé Energy e Horus Smart Detections, ambas com sede em Florianópolis (SC), foram aprovadas na primeira edição no Brasil do programa Shell StartUp Engine, feito pela Shell em parceria com a Startup Bootcamp. Foram mais de 120 inscrições no programa e apenas 10 startups foram selecionadas, após avaliações e rodadas de pitch. O programa se estende por quatro meses e oferece cursos, conexões e mentorias com profissionais de todo o mundo às empresas participantes, e busca estimular a inovação. 

A Eloé Energy é uma plataforma criada neste ano para tornar o setor de energia mais acessível. Para isso, ela reúne prestadores de serviço e produtos nas áreas de fornecimento e consumo de energia e conecta essas empresas com companhias que busquem soluções para diferentes necessidades voltadas para questões de energia e resíduos. Fornecendo acesso a informações qualificadas, recomendações e certificações, a startup acredita que o consumidor de energia pode ter mais segurança na busca de uma solução de energia que possa reduzir custos, melhorar produtividade e  resultados. 

"O contato com empreendedores e profissionais de diversas áreas do mundo todo irá trazer diferentes visões para a nossa empresa. A Shell é uma das líderes em distribuição de gás natural no mundo e também se destaca no país no campo de energias renováveis, duas áreas importantes da nossa plataforma. Portanto, nos beneficiaremos não somente da parte de inovação do programa, mas também da parte técnica", comenta Tania Nalborczyk Leites, uma das fundadoras da Eloé, que está lançando a segunda versão da sua plataforma.

A Horus Smart Detections, startup referência em desenvolvimento de tecnologia para mapeamento de ativos, foi fundada em Florianópolis em 2014 e desde então passou por alguns dos principais programas de incubação (CELTA) e aceleração no país (InovAtiva, Darwin Startups), além de já tem captado mais de R$ 9 milhões em subvenções e fundos de investimento como SP Ventures, Cventures e equity crowdfunding.  

Atualmente, desenvolve projetos customizados para setor público e privado com foco nas áreas de energia, telecom e cidades inteligentes. No início de setembro, seu projeto Monitora - utilizado há dois anos pela prefeitura de Florianópolis para identificar desmatamentos e construções irregulares com imagens de drone, satélite e algoritmos de inteligência artificial - venceu o prêmio nacional Connected Smart Cities na categoria "Negócios em Operação".  

Seguindo a média histórica de crescimento anual da empresa, a projeção para 2021 é de uma expansão de pelo menos 70%. "O mercado foi se mostrando sedento a demandas muito mais amplas e que demandam tecnologias inteligentes, ágeis e seguras na coleta e tratamento dos dados. É isso que pretendemos desenvolver em parceria com a Shell neste projeto", destaca o CEO e cofundador da Horus, Fabrício Hertz. 

PROGRAMAS DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO ABREM INSCRIÇÕES

Aceleradoras e programas de desenvolvimento de startups estão com inscrições abertas para empreendedores interessados em apoio de mentores, validação com o mercado e investimentos. 

Uma delas é a Darwin Startups, aceleradora com sede em Florianópolis e eleita três vezes a melhor do país pela Associação Brasileira de Startups, que busca empresas inovadoras de todo o país com soluções para o mercado financeiro. Entre os critérios que são avaliados no processo seletivo estão: sinergia com os parceiros corporativos do programa, a experiência dos empreendedores e time e, por fim, a maturidade do negócio. As selecionadas recebem um investimento de até R$500 mil por uma participação negociável na empresa. Esta é a segunda turma aberta em 2021 - desde seu primeiro programa, em 2015, a Darwin acelerou mais de 76 startups e conta com mais de R$17 milhões investidos. As inscrições podem ser feitas no site darwinstartups.com

Outra oportunidade, para quem mora no Norte de Santa Catarina é a Jornada de Empreendedorismo, Desenvolvimento e Inovação (JEDI), que tem inscrições abertas até o dia 30.09 e é organizada pelo Join.valle. Ao longo de três semanas, os participantes serão divididos por equipes que propõem soluções inovadoras para algum problema de mercado e colocam a mão na massa a partir de treinamentos, workshops, mentorias e um intervalo para desenvolvimento em campo. Inscrições neste link

Fabricio Umpierres Rodrigues

  • imagem de umpierres@gmail.com
    Fabrício Rodrigues, editor do portal SC Inova, é jornalista com especialização em Gestão Empresarial. Atuou durante 12 anos como coordenador em agências de assessoria de imprensa (Dialetto e PalavraCom), foi repórter em jornais como Gazeta Mercantil SC, A Notícia e Folha de S. Paulo e editor de sites de cultura desde os tempos da Internet discada. www.scinova.com.br / E-mail: scinova@scinova.com.br

Notícias Relacionadas