Coluna Inovação | A hora de Florianópolis desenvolver soluções inovadoras para os cidadãos

01 de Novembro de 2018

Proposta do Living Lab, programa de atração de startups, é atrair projetos de tecnologia que possam transformar a Capital em uma cidade inteligente

Foto: Prefeitura de Florianópolis / Divulgação

A história do desenvolvimento do polo de tecnologia na Grande Florianópolis passa por inovações criadas por empreendedores locais que entenderam necessidades do mercado e criaram soluções e sistemas com foco em problemas corporativos. Foi assim que empresas de base tecnológicas (as mães e avós das startups) nascidas aqui mudaram o ambiente de negócios em inúmeras áreas, do setor de energia à saúde, gestão pública, educação, varejo, marketing e por aí afora.

O resultado desse caldo todo foi um ambiente em que, só na Capital, concentra mais de 3 mil empresas e emprega 16 mil pessoas, e envolve uma série de outros participantes, como universidades, centros de inovação, programas de capacitação e espaços de trabalho conjunto, por exemplo. Um grupo de pessoas, empresas e entidades que permite à cidade dar um novo passo e criar um ambiente para atrair novas ideias e desenvolver soluções que sejam utilizadas desta vez em prol dos moradores e turistas.

Foi com essa ideia que surgiu o programa Living Lab Florianópolis, lançado durante o Smart City Fórum, realizado no Sapiens Parque, que vai selecionar startups para desenvolver projetos para inovação urbana em áreas como meio ambiente, turismo, saúde, economia criativa, mobilidade e gestão pública, por exemplo.

O programa é uma iniciativa da Rede de Inovação de Florianópolis e executado pela Associação Catarinense de Tecnologia com apoio da prefeitura e da Associação Comercial e Industrial (ACIF) e metodologia desenvolvida pelo grupo de pesquisa VIA Estação Conhecimento, da Universidade Federal de Santa Catarina. Após o período de inscrição, serão selecionadas 20 projetos para entrevista presencial e, destas, 10 serão as escolhidas para o Living Lab.

Tudo começou com um projeto piloto, o Laboratório de Inovação Urbana, na rua Vidal Ramos, no centro de Florianópolis. Por meio de uma parceria entre entidades públicas e privadas, foi desenvolvido um sistema de “monitoramento cidadão”, em que lojistas e moradores compartilham imagens da região com a Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina.   

"O desafio que havia no ambiente de tecnologia local era 'saírmos da bolha' e levar essa inovação desenvolvida na cidade para as ruas", conta a consultora do Living Lab, Thaís Nahas, “não só para a população entender e usar essas tecnologias mas também para chamá-las para fazer parte disso e pensar novas ideias para a cidade”.

O edital - que pode ser acessado neste link - está aberto até o dia 20 de novembro e busca projetos nas seguintes áreas: água, energia e meio ambiente, segurança, gestão pública, turismo, economia criativa, cultura e entretenimento, transporte e mobilidade, soluções para o comércio, qualidade de vida e saúde.
 

Não se perca na agenda: um novembro repleto de eventos

Estamos chegando na finaleira do ano e o penúltimo mês do calendário será curto para quem se interessa por eventos de empreendedorismo e inovação em Florianópolis. Na quarta que vem (07) começa o Rock In Rio do marketing digital, agora em três dias: o RD Summit vai superlotar a área do Centrosul, com expectativa de concentrar de 10 a 12 mil pessoas.

No fim de semana, ainda tem um evento técnico sobre inovação para provedores de internet, o ISP Next Summit, organizado pela Cianet, no sábado (10); e no domingo (11) o coletivo Chicas Poderosas - organização que incentiva a liderança de mulheres latino-americanas que trabalham com mídia digital - promove pela primeira vez em Florianópolis o Sprint de Design Thinking. O evento é destinado à mulheres com ideias para criação de um projeto inovador em mídia independente que queiram aprender sobre Design Thinking e como essa metodologia para inovar e prototipar oportunidades de negócios.

Ao longo do mês, ainda vai rolar edições do Startup Weekend em Joinville e em Chapecó - na versão Women (ambas entre os dias 23 e 25); além do Agile Disrupt, encontro focado em metodologias ágeis para o setor de Recursos Humanos, no dia 28/11, na Softplan; e o Innovation Summit, um festival de inovação organizado por entidades públicas e privadas em Tubarão, encerrando o mês, nos dias 29 e 30.

Fabricio Umpierres Rodrigues

  • imagem de umpierres@gmail.com
    Fabrício Rodrigues, editor do portal SC Inova, é jornalista com especialização em Gestão Empresarial. Atuou durante 12 anos como coordenador em agências de assessoria de imprensa (Dialetto e PalavraCom), foi repórter em jornais como Gazeta Mercantil SC, A Notícia e Folha de S. Paulo e editor de sites de cultura desde os tempos da Internet discada. www.scinova.com.br / E-mail: scinova@scinova.com.br