Coluna Inovação | Como o resultado das urnas pode ajudar ou atrapalhar o desenvolvimento de negócios inovadores nos próximos anos

04 de Outubro de 2018

Pauta política divulgada por entidades de tecnologia nesta semana reivindica apoio a formação profissional, fundo garantidor de recursos e criação de laboratórios de inovação urbana

Os debates acalorados em torno da disputa pela presidência tiraram o foco das eleições estaduais e legislativas, justamente aquelas que afetam mais diretamente nosso dia a dia e o ambiente de negócios. Pois bem, no próximo domingo à noite já saberemos toda a composição da Câmara Federal, Senado e Assembleia Legislativa, que são os caminhos naturais para a criação de novas leis, aumento ou redução de impostos, além de outras iniciativas.

Ou seja, a depender do humor e do interesse dos parlamentares, o resultados das urnas agora pode ajudar ou atrapalhar o desenvolvimento de negócios inovadores nos próximos quatro anos.

No início desta semana, entidades do setor de tecnologia em Santa Catarina divulgaram uma pauta política que será apresentada aos representantes eleitos para o Executivo e o Legislativo no estado e no país. O documento é assinado pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e outras 12 entidades que são suas parceiras regionais e reivindicam o apoio na formação profissional para o setor de TI, a criação de fundo garantidor de recursos por parte do governo de Santa Catarina e a participação institucional do segmento na “construção conjunta de políticas públicas”, entre outras.

Em Santa Catarina, o faturamento do setor de TI representa 5,6% do PIB, de acordo com o Observatório ACATE.

“A sociedade espera de seus representantes uma interlocução direta, transparente e objetiva. Nunca antes esteve tão em voga a digitalização não somente da economia, mas da experiência de relacionamento entre cidadão e o gestor público”, argumenta o presidente da ACATE, Daniel Leipnitz, no documento.

Um dos destaques dessa pauta é o apoio solicitado para a criação de laboratórios de inovação urbana e de tecnologias de gestão em parceria com empresas e entidades catarinenses. Em Florianópolis, há uma iniciativa pioneira - em teste na rua Vidal Ramos - que envolve justamente a ACATE, Prefeitura e ACIF junto a parceiros privados que desenvolve sistemas para monitoramento urbano. De acordo com o documento divulgado aos candidatos, estes labs públicos de inovação podem "enfrentamento dos principais gargalos do poder público, sobretudo aqueles de atendimento às necessidades do cidadão".

As demais entidades que assinam a pauta são: ACIBALC/NTIC (Balneário Camboriú), ACIC/NBT (Criciúma), ACII/NuTic (Itajaí), ACIJS (Jaraguá do Sul), ACIRS/Niavi (Rio do Sul), ACIT (Tubarão), Blusoft (Blumenau), Deatec (Chapecó), Fetep (São Bento do Sul), Inaitec (Palhoça), Orion (Lages) e Softville (Joinville). 

Semana de Inovação na Faculdade Cesusc

Até sexta-feira (5/10) a Faculdade Cesusc abre as portas para receber a comunidade interessada em participar da Semana da Inovação Tecnológica do Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas - são diversos workshops ao longo de quatro dias. Nesta quinta-feira, às 19h30,  rola o workshop "Thinks I like about Kotlin", ministrado por David Tiago Conceição, da Involves. Na sexta-feira é a vez de Neri Fontana, também da Involves, falar sobre "Minha primeira aplicação com Vue.js" para encerrar a semana de Inovação da Cesusc. Os interessados podem se inscrever pelo link  cesu.sc/SITADS  
 

Hackathon de criptomoedas na UFSC

A Stratum, operadora de criptomoeda e especialista em serviços de Blockchain, patrocina a 2ª edição do Hackathon Blockbuilder UFSCoin, que acontece neste sábado (06.10), a partir das 13h, na UFSC. O evento reunirá equipes em uma competição para desenvolvimento de projetos que tenham soluções voltadas para o mercado de criptomoedas e blockchain. A empresa será responsável pela mentoria dos projetos e pela premiação do vencedor. Mais informações neste link.

Fabricio Umpierres Rodrigues

  • imagem de umpierres@gmail.com
    Fabrício Rodrigues, editor do portal SC Inova, é jornalista com especialização em Gestão Empresarial. Atuou durante 12 anos como coordenador em agências de assessoria de imprensa (Dialetto e PalavraCom), foi repórter em jornais como Gazeta Mercantil SC, A Notícia e Folha de S. Paulo e editor de sites de cultura desde os tempos da Internet discada. www.scinova.com.br / E-mail: scinova@scinova.com.br