Coluna Fabrício Wolff | Você se comunica consigo mesmo?

05 de Maio de 2020

Esta quarentena forçada nos permitiu mais tempo. Mais tempo para a família, mais tempo para a leitura, mais tempo para nós mesmos, mais tempo para nossos pensamentos. Claro que todos nós estamos felizes porque aquela quarentena exagerada, total e irrestrita, forçada e vigiada, chegou ao fim. Trocamos a histeria do isolamento por um distanciamento responsável, que permite que retomemos nossos afazeres e a economia gire – o que é fundamental para que o sofrimento não seja ainda maior. Mas... vamos voltar à ideia inicial: aquele momento de isolamento propiciou momentos de reflexão, introspecção, avaliação, reavaliação. Proporcionou que cada um comunicasse consigo mesmo.

Você já parou para pensar que, no nosso corrido cotidiano, isso nos faz muita falta?
Você já parou para pensar que, na correria do nosso dia a dia, a gente nem se dá conta disso?

Comunicar-se consigo mesmo produz autoconhecimento. E, dizem os estudiosos da mente, o autoconhecimento é fundamental para administrar a própria vida, fazer escolhas melhores, interagir com o mundo e, ao final, viver mais momentos felizes – o que se costuma chamar de felicidade. Há pessoas que falam consigo mesmas, e isto é considerado uma atividade muito terapêutica e está comprovado cientificamente que faz bem à saúde. Escrever, por exemplo, é uma maneira de conversar consigo mesmo. O budismo prega a reconexão da pessoa com ela mesma como forma de atingir a consciência plena. Várias vertentes da psicologia e também do espiritualismo apontam a auto comunicação como fundamental para um ser humano mais pleno e feliz.

Eis que aquele momento de isolamento permitiu que, mesmo que inconscientemente, praticássemos a auto comunicação. Encontramos o tempo perdido e, com ele, tivemos a oportunidade de encontramos a nós mesmos. Falamos sozinhos? Escrevemos? Pensamos mais? Um pouco de tudo?  Tanto faz...  O importante é que, por alguns momentos, conseguirmos observar um mundo diferente, um mundo em que tivemos algum tempo para nós mesmos. 

Diante de tudo o que aconteceu e acontece, diante de tanta notícia ruim e dificuldades que ainda enfrentaremos por causa deste novo vírus, é importante que enxerguemos algo positivo no meio de tudo isto. E lembrar de praticar a auto comunicação de vez em quando, ainda que o cotidiano volte a ser aquela avalanche da correria contra o tempo, é uma maneira inteligente e saudável de sair com algum ensinamento e benefício deste momento ruim. Como já dizia um dos mais conhecidos e respeitados filósofos da longínqua Grécia antiga, “Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o universo e os deuses” (Sócrates).

Fabrício Wolff

  • imagem de fabriciow
    Possui graduação em Jornalismo e Direito. Pós graduado em Educação. Experiência profissional na Comunicação desde 1980, tendo atuado tanto nos principais veículos de comunicação do estado especificamente na área de Jornalismo, como também em agências de publicidade. Profissional multimídia, professor universitário nos cursos de Jornalismo, Publicidade e Administração. Natural de Porto Alegre, radicado em Blumenau desde 1983, mudou-se para Florianópolis em 2019.

Notícias Relacionadas