Publicidade
Coluna Entretenimento | Entrevista com Kamila Souza, diretora artística do Festival Saravá
17 de Junho de 2022

Coluna Entretenimento | Entrevista com Kamila Souza, diretora artística do Festival Saravá

E uma programação que vai de oficina de escrita, passa por festa junina e chega a festival de música eletrônica! Leia e divirta-se

Publicidade
Twitter Whatsapp Facebook
Por Entretenimento 17 de Junho de 2022 | Atualizado 17 de Junho de 2022

Bem-vindos ao Festival Saravá

Nada menos que Jesus Lumma, Ana Frango Elétrico, Rodrigo Alarcon, MC Tha, Alceu Valença e Cordel do Fogo Encantado se apresentam neste sábado (18), no Festival Saravá.

Publicidade

Costurando as apresentações lindamente, DJs Kibo, MNegro e Goia deixam o evento no clima certo para o público se divertir com segurança. Sim, porque o comprovante de vacina é documento obrigatório para entrar no evento.

Em entrevista para a coluna, a diretora artística do Saravá, Kamila Souza, contou que além de trazer artistas que não estão no circuito tão comercial, também conhecido como “lado B” do setor, o evento é pioneiro com a lista trans free e, a edição de sábado, é a primeira que tem parceria com o Vale PcD, uma organização que trabalha com inclusão de pessoas com deficiência (PcD) em eventos culturais.

Confira a nossa conversa:


Como é fazer um festival com artistas fora do circuito comercial, aqui em Floripa?

O Festival está no calendário da agenda cultural da cidade e do Sul do Brasil. A gente participa de eventos em outros estados e o setor da região já conhece o nosso. Então mostra que é realmente relevante um festival com essas características.

Nesta edição temos o Alceu Valença, por exemplo, que é uma referência internacional, bem como o Cordel e a MC Tha que são grandes nomes. A ideia é chamar um público que curte esses artistas maiores e vão gostar de conhecer outros artistas da cena independente.

O Rodrigo, que tem um estilo MPB, está conquistando o espaço dele agora, a Ana Frango Elétrico traz um álbum que foi indicado ao Grammy, mas as pessoas não conhecem muito. Também fazemos questão de ter representantes de Santa Catarina e da região sul se apresentando, para contemplar os artistas locais que são muito bons.

A ideia é fazer Floripa ser referência para quem curte músicas de qualidade e fora do circuito comercial.

 

Floripa está entrando no circuito comercial há pouco tempo. O público daqui também é lado B?

Sim, mas temos muitas pessoas que vêm do interior de Santa Catarina, de Curitiba e Londrina e de Porto Alegre. Uma característica bacana é que o pessoal curte essa efervescência cultural e apoia a cultura, não apenas se diverte nos eventos.

Temos um público cativo de todas as edições, mas que também se renova. Ele é cada vez mais jovem, quem está começando a sair agora, que era adolescente na pandemia.

 

Como é feita a curadoria do Festival?

O diretor da Saravá Cultural e idealizador do Festival, Adriano Saito, tem um radar muito bom, ele está sempre atento às tendências da área e tem o feeling para trazer artistas que vão encantar o público do evento. Além disso, toda a equipe consome muita música, sempre conhecendo artistas fora da nossa própria bolha.

Depois, vamos trocando figurinhas com outros produtores culturais, profissionais que fazem booking e pesquisando para entender o cenário da música e a proposta de cada artista. A composição da line é elogiada por ser eclética e coerente. A ordem das bandas também influencia no ritmo do evento.

Mesmo que e a line transite entre vários estilos, desde MPB, passando pelo Indie até big bands como a Orquestra Manancial da Alvorada e a Nomade Orquestra, que já vieram aqui, sempre pensamos na cadência das músicas para montar a sequência de apresentações.

 

Qual a expectativa para o evento deste final de semana?

Esperamos receber cerca de 4 mil pessoas e fazer uma tarde e uma noite muito bonitas. As apresentações são bastante ecléticas, a feirinha também tem produtos super bacanas, desde linha natural de cosméticos, até marca de acessórios, roupas e tênis com uma identidade africana. Vai ser muito bacana!

 

Tem algum artista que ainda não rolou de trazer, mas ainda deve vir?

Sim! Queremos trazer muita gente, mesmo, artistas grandes do nível do Alceu Valença, e estamos trabalhando para conseguir atingir esse nível de logística.

 

Vocês pensam em fazer um Saravá itinerante?

Temos essa ideia, muitas pessoas pedem. Com certeza é um projeto! Quem sabe conseguimos realizar!!

 

Qual é a mensagem do festival deste fim de semana?

São muitas sub mensagens, mas a principal é que possamos “pegar” essa energia que a arte é capaz de gerar e refletir sobre como está o mundo em que estamos vivendo, como está esse País múltiplo que estamos construindo. Precisamos de cabeças pensantes e de coragem para tomar as decisões corretas neste ano. E, claro, sejam bem-vindes!

A oitava edição do Festival Saravá começa às 15h deste sábado, na Life Club. Além do line up, feirinhas, exposições, performances e intervenções artísticas completam o evento. Os ingressos estão no quarto lote e o valor solidário é de R$95. Na hora, os ingressos custarão R$120. Mais informações estão no perfil do evento: @festivalsarava.

Agora que você já conhece mais o Festival Saravá, fique por dentro das atrações deste feriadão!

 

Crédito: Divulgação Continente Park Shopping

Diversão para a família
O Continente Park Shopping tem uma programação especial para o feriadão com cinema, boliche e um encontro com o ‘Patrulheiro Espacial’, para curtir em família. Na quinta-feira (16), a animação “Lightyear” estreia no Cinépolis. No filme, o personagem Buzz Lightyear, um herói intergaláctico, fica preso em um planeta hostil a anos-luz da Terra e com a ajuda dos amigos precisará enfrentar um exército de robôs. E no sábado, o shopping vai receber a visita do Buzz que ficará circulando entre os corredores do lugar. Para os mais velhos, a pedida pode ser um boliche no Antonio’s Boliche ou uma corrida de kart nas 11 curvas ao longo de 410 metros. A brincadeira é liberada para crianças a partir de 1,40m de altura e que se sintam confortáveis nos karts.

 

 

 

 

Crédito: Arquivo Pessoal

Jazz brasileiro
Amanhã, o Sexta Jazz AF será embalado pelo Especial Tiê Convida, que recebe o “novo bamba do jazz”, o pernambucano Amaro Freitas. O evento, promovido pela Aliança Francesa, é gratuito e conta com audiodescrição ao vivo. Serão disponibilizados 20 receptores que poderão ser retirados com a organização do evento.
Amaro traz para Florianópolis um jeito de fazer jazz embebido de ritmos como frevo, maracatu, coco e baião, característica que o fez ganhar o mundo. Para a apresentação no piso G3 do shopping Villa Romana, o trio, formado pelo músico e curador do projeto, Tiê Pereira no contrabaixo, por Amaro Freitas no piano e por Rodrigo Porciúncula na bateria, vai interpretar algumas músicas do repertório de Amaro Freitas e algumas releituras de peças do universo brasileiro e do jazz que influenciaram e ainda influenciam a trajetória do pernambucano.

 

Crédito: Divulgação Futebol Inclusão

Dia do Orgulho Autista
Sábado (18) é o Dia do Orgulho Autista. A data será comemorada de uma forma muito especial, em Balneário Camboriú. A Associação de Pais e Amigos do Autista (AMA Litoral), juntamente com o Colégio Áster COC, irão realizar o 1° Festival de Futebol Inclusão, com início às 10h.

Catia Purnhagen, coordenadora da AMA Litoral, explica que o transtorno do espectro autista (TEA) tem várias características que interferem no desenvolvimento social. Por isso, projetos como esse, fazem com que as pessoas com esse diagnóstico sejam estimuladas a participar de atividades coletivas que promovem a melhoria da vida social e o bem-estar do participante dentro e fora do grupo.

As partidas serão no próprio colégio apoiador e as inscrições para o festival são gratuitas e limitadas. Os interessados podem fazer inscrição pelo e-mail pelo surfescola@yahoo.com, enviando nome e idade da criança.

 


Oficina da Palavra

Estão abertas as inscrições para nova turma da Oficina da Palavra, que será ministrada pelo professor Jayro Schmidt. Os interessados podem se inscrever pelo link  até o dia 19 de junho. Caso o número de candidatos seja maior que o número de vagas, haverá sorteio. Os nomes contemplados serão divulgados dia 20 de junho no site da Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

As aulas iniciam dia 21, na sala 02 das Oficinas de Arte, localizada no Centro Integrado de Cultura (CIC). Os encontros serão realizados das 14h às 16h, sempre às terças-feiras.

 

Crédito: Tóia Oliveira

Ópera La Traviata, em Florianópolis
Cantores e orquestra dividirão o palco do CIC para apresentar a ópera La Traviata, de Giuseppe Verdi, neste final de semana (17 e 18). Com libreto de Francesco Maria Piave, o espetáculo traz para o Teatro Ademir Rosa uma montagem inédita e com encenação, figurinos e cenários reproduzidos através de telões de Led. Assim, o público poderá se sentir ainda mais próximo da Paris do século XIX e os contrastes entre a alta sociedade, os valores burgueses e religiosos e a realidade festiva das cortesãs, pano de fundo para o conturbado romance entre os personagens protagonistas Violeta e Alfredo. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do evento ou aqui para sexta (17) e aqui para sábado (18).

 

 

 

 

Crédito: Divulgação

Músicas & Palavras & Cachorros

Neste sábado (18), o projeto Músicas & Palavras promove o primeiro evento beneficente, o encontro Músicas & Palavras & Cachorros, na Rua Victor Meirelles, com a participação e apoio dos bares Janelinha Bar, Sirène, Ateliê 389 e Madalena Bar, das 13h às 19h. Esta é uma ideia antiga de Luiz Felipe Lindenberg, o Montag, e sua necessidade de se expressar e fazer algo para espalhar o amor pela música, literatura e cinema com ensaios pessoais e um pouco de ação social.

O evento conta com bazar de marcas locais e brechó, lojinha canina, feira de discos, flash tattoo, espaço de aconselhamento e adestramento animal, de estética canina e de adoção de cães e filhotes. O encerramento será com o grupo de Jazz Rock Jazzpion às 18h, no Ateliê 389. O evento é gratuito e ao ar livre para todas as idades e, principalmente, cachorros! Mais informações no perfil no Instagram.

 

WSF em Guaramirim (SC)

O Warren Stannis Festival agita Guaramirim, neste final de semana, com 15 bandas, no Aeroparque Vale Europeu. A plataforma de investimentos Warren e a cervejaria Stannis vão reunir artistas e mais de 15 bandas em Santa Catarina para dois dias de experiências incríveis. Com direito a transfer de Florianópolis, Itajaí, Curitiba, Joinville, Blumenau e Brusque, entre as atrações musicais confirmadas estão Titãs, Ratos de Porão, Raimundos, Boom Boom Kid, Far From Alaska e Gabriel Pensador e Tropkillaz para o dia 18 de junho. Já no dia 19 a programação conta com Vitor Kley, Marina Sena, Djonga, Alceu Valença, Duda Beat, além das bandas catarinenses Dazaranha e Seu Celso.
Os muralistas Douglas de Castro e Renato Reno do Bicicleta Sem Freio vão criar um mural para o WSF ainda mais colorido! Confira toda a programação no perfil @wsfestivalbr.

 

Crédito: Caio Graça

Winter Play de volta!
A 16ª edição do Winter Play está de volta e começou ontem! O evento combina entretenimento, gastronomia, lifestyle e turismo e é reconhecido como uma das principais festas premium do Brasil. Com uma superprodução e um line-up que inclui nomes como Alok, JetLag, Cat Dealers e o lendário DJ americano Roland Clark, além de outras 20 atrações conta, também com a Winter Fashion que mostra, também, o que marcas locais estão apresentando, através de criadores ou curadores com olhar contemporâneo e atento às novas tendências do setor.
Entre os expositores, várias das marcas que já integram o InspiraModa.SC, movimento lançado há poucos meses pela jornalista Maristela Amorim e as empreendedoras Mariane Fontana e Emanuele Jacques, que vem exatamente de encontro às defesas mundiais de consumo consciente e de valorização ao slow fashion.

 

Crédito: Divulgação Porto Belo Outlet Premium

Pula fogueira, iaiá!
A programação de festa junina está a mil!
Em Florianópolis, as atrações, comidas típicas e brincadeiras para crianças de todas as idades estão nos dois open shoppings da Ilha: o Multi, no Sul da Ilha, dias 17 e 18, e o Jurerê_In, na outra extremidade, o Norte da Ilha, sábado (18) e domingo (19), depois 25 e 26. A Festa Junina no Quintal de Brincar, no Porto Belo Outlet Premium segue as mesmas datas: nos sábados (18 e 25) e nos domingos (19 e 26).

Quentão, pipoca, cachorro-quente tradicional e vegano (no Multi), boi-de-mamão (em Jurerê), além de jogos e atividades de rua (em Porto Belo), entre tantas outras atrações estão programadas para fazer a alegria de toda a família nas festas que celebram São João.

As programações são gratuitas e é possível saber mais informações no MultiOpen Shopping | @jurereopenshoppingji | @pboutletpremium

 

 

 

Três anos de Franklin
O Franklin Bar, que presta homenagem para o manezinho pesquisador da cultura açoriana Franklin Cascaes, celebra o terceiro aniversário no próximo dia 19 de junho. Drinks autorais com ingredientes locais e raros são destaque da carta do bar que está atendendo de terça-feira a sábado, das 18h às 00h, na Rua Tiradentes, 223.
As reservas podem ser feitas pelo 48 3050-6195 ou por direct no @franklinbar_.

 

Crédito: Divulgação PIPA

Festival Literário PIPA
Programe-se para o 4º Festival Literário PIPA, que será de 21 a 25 de junho em quatro bairros de Florianópolis: Trindade, Santo Antônio de Lisboa, no Estreito e no Centro. O evento, idealizado e realizado pelos escritores e produtores culturais Demétrio Panarotto e Juliana Ben, que formam o coletivo PIPA – Pela Ilha Palavra Amplificada -, é descentralizado, plural e aberto à comunidade com oficinas, mesas de debate, sarau, lançamento de livros, performances poéticas, shows de música e a circulação de artistas em espaços que atendem população em situação de vulnerabilidade social.

O público-alvo do PIPA são jovens (a partir de 15 anos), adultos e idosos de diferentes gêneros, origens étnico-raciais, nacionalidades, profissões e classes sociais. De acordo com os realizadores, a busca é por atingir o público leitor assíduo, o que está iniciando o contato com a literatura e aquele que ainda não está próximo à produção literária, seja por falta de oportunidade, seja por não se identificar com um dado tipo de literatura considerada clássica ou acadêmica – e desconhecer outros universos literários que estejam mais próximos das realidades vivenciadas por esse público. A programação completa está no @pipa_festival.

Publicidade
Publicidade