Coluna Emilio Cerri | Precisamos de novos Steve Jobs

29 de Julho de 2019

Tudo que é feito por uma empresa deve ter sempre em mente os seus públicos

Estava digitando as primeiras palavras de um novo artigo sobre posicionamento quando, não sei exatamente a razão, me veio à mente o famoso discurso de Steve Jobs para o formandos da Universidade Stanford em 12 de junho de 2005. Jobs era, então presidente-executivo da Apple Computer e da Pixar Animation Studios. 

Steve Jobs teve uma trajetória que até hoje inspira empreendedores na gestão de seus negócios. A forma de encarar os desafios e gerenciar pessoas, produtos e ideias serve de motivação para muitos, mesmo anos depois de sua morte. Pensando nisso, compilei as principais lições que o trabalho de Jobs pode ensinar sobre gestão de negócios. Se quiser aproximar o seu trabalho do modo como agia o grande gênio da Apple, siga os 10 ensinamentos seguintes. O texto completo apareceu no site da Hinova..

#1. Mantenha o foco como prioridade
Todo bom gestor precisa de foco. Isso é indiscutível. Quando Steve Jobs iniciou sua segunda passagem pela Apple, o cenário que encontrou foi caótico: várias versões do Macintosh sendo produzidas ao mesmo tempo. O líder deu um basta e determinou dois objetivos centrais: um computador portátil e um computador mais robusto, na versão desktop. O resultado foram produtos bem direcionados a públicos e objetivos específicos, e que conseguiram cumprir sua função. Na administração de empresas, isso significa direcionar os esforços certos para conseguir resultados concretos.

#2. Simplifique o que puder
“Simplicidade é a sofisticação definitiva“. Esse era o lema da primeira cartilha de marketing da Apple. A ideia de Steve Jobs acompanha a simplicidade e o iPod mostrava isso. Enquanto o desenvolvia, Jobs almejava que todas as ações do aparelho se resolvessem em 3 cliques. Sem limitar o potencial do produto, ou de qualquer processo na administração de empresas, a ideia é entregar o máximo de valor com a maior praticidade possível.

#3. Quando ficar para trás, salte
Diante da concorrência acirrada, não basta apenas não ficar para trás. É preciso saltar, pensar no que não está sendo feito ainda. Steve Jobs, com o lançamento do iPod, deixou de competir coma gravação de CDs pelos computadores, por exemplo. Sua nova proposta inovou e ofereceu algo totalmente novo: a música além dos discos.

#4. Você não pode fazer tudo sozinho
Assim como Steve Jobs não criou um iPhone sozinho, a administração de empresas é composta e depende de pessoas. Ouvir a equipe do seu negócio é essencial para conhecer outros pontos de vista de quem tem a contribuir com qualquer mudança, inovação ou melhoria em processos atuais. E quando as pessoas não puderem ajudar, use a tecnologia a seu favor. O importante é não tentar resolver tudo sozinho.

#5. Foco nos seus consumidores, clientes ou usuários
Tudo que é feito por uma empresa deve ter sempre em mente os seus consumidores, clientes ou usuários. A forma de propor soluções e tocar o negócio deve levar em conta o que está entregando de verdade para eles. O iPod, iPhone e iPad foram evoluindo um ao outro sempre tendo em vista o que o usuário buscava de novidade em tecnologia e praticidade. Inspire-se nessa ideia para inovar focando no que os seus públicos têm de dores e necessidades.

#6. Coloque os produtos antes dos lucros 
Quando Steve Jobs e sua equipe começaram a desenvolver o primeiro computador Macintosh, nos anos 80, eles não pensaram de cara no lucro. A ideia era fazer um produto que fosse sensacional de verdade. Essa ideia, décadas atrás, levou à saída de Steve Jobs da Apple ao propor um produto que custava demais. Hoje, no mercado em que vivemos, o foco na qualidade é justamente o que atrai consumidores e fãs extremamente fiéis aos produtos da Apple. Por isso, o ensinamento de Jobs sempre foi: foco no desenvolvimento do produto e os lucros virão.

#7. Respeite as deadlines
Prazos e deadlines são essenciais para o bom cumprimento da administração de empresas. Cumpri-los garante o trabalho organizado e eficiente e a Apple sempre garantiu que eles nunca fossem perdidos. É isso que conta Sachin Agarwal, ex-engenheiro da Apple que ressalta como a empresa nunca admitiu perder prazos e, consequentemente, sempre garantiu suas entregas.

#8. Priorize seu objetivo, não sua concorrência
Sachin Agarwal também conta que, em sua experiência trabalhando na Apple de Steve Jobs, a lição era sempre priorizar os próprios objetivos. A empresa não tenta competir diretamente no nível dos concorrentes. O foco é trabalhar para apresentar algo diferente, que desafie o que os outros estão fazendo.

#9. Aprenda com erros e evolua
A administração de empresas tem muitos pontos a se observar. Enquanto isso, é claro que erros e falhas podem ocorrer. Steve Jobs chegou a ser demitido da Apple por não entregar o que a empresa queria e isso não o impediu de voltar para alcançar o sucesso absoluto anos depois. O importante é aprender com os erros, propor melhorias e convencer a empresa de forma concreta que você tem condições de gerar valor com ela.

#10. Busque a perfeição
Enquanto desenvolvia o primeiro design do iPhone, Steve Jobs parou e voltou ao modelo inicial do seu trabalho. O que ele estava desenvolvendo não era algo que ele realmente amava, que estava compatível com o plano idealizado. Ao fim de 9 meses de desenvolvimento, a ordem foi voltar ao ponto de partida e desenvolver algo que não se desviasse da ideia central e representasse melhor o objetivo inicial. O time de desenvolvedores topou – e o resultado é o sucesso comercial que já conhecemos.

 

Emílio Cerri

  • imagem de ecerri
    Emilio Cerri é publicitário, estrategista de marketing e jornalista, com atuação em agências nacionais e internacionais, além de diversas empresas e meios de comunicação. Também vem realizando palestras em vários estados brasileiros e países da América do Sul. Atualmente é CEO da Marketall Comunicação, um hub de serviços de marketing entre os quais se destaca o "Posicionamento Competitivo". Para esse trabalho, Cerri tem o endosso e apoio da Ries & Ries (Atlanta, USA), consultoria de Al Ries, criador do Posicionamento.