Coluna Cinema | Série brasileira: Coisa Mais Linda (Netflix)

09 de Junho de 2020

Série tem direção de Caíto Ortiz, Hugo Prata e Julia Rezende. Confira:

 

Convidei minha amiga Lídia Basoli, que escreve para a revista Café Espacial, para colaborar na Coluna de Cinema com suas considerações sobre a série "Coisa Mais Linda". A seguir, o relato dela sobre a ousadia dos produtores com a realização dessa série que tem direção de Caíto Ortiz, Hugo Prata e Julia Rezende. Confira a seguir:
--------------------------------

 

Olá pessoal! Meu nome é Lídia, sou jornalista e vou trabalhar com vocês algumas dicas de produção audiovisual brasileira, indico a série brasileira “Coisa Mais Linda”.

“A gente não percebe o quanto é corajosa até precisar ser” Thereza (Mel Lisboa).

O grande mérito de uma série como essa, além de ser brasileira, é que a narração e a história toda é contada sobre a óptica das mulheres dos fim dos anos 1950. E isso talvez seja o mais importante a se dizer pelo fato de que as batalhas travadas ficcionalmente ainda hoje sejam as batalhas reais travadas por milhares de mulheres dia a após dia.

A ousadia é que em pleno 2020 “Coisa Mais Linda” ainda faça sentido e traga para o seu olhar uma questãozinha pouco trabalhada por nós: a empatia. A luta das quatro protagonistas em encontrarem seu lugar no mundo enquanto mulheres será a sua primeira identificação na série.

Também se percebe a constatação de um mundo (ainda hoje), machista e com preconceitos tão enraizados quanto a história política de dominação do Brasil. Dominação social, cultural, de raça, cor e religião.

Mas você também vai encontrar a maravilhosa música bossa nova do Rio de Janeiro do meio do século passado e uma luz de Sol que conduz o atrevimento apaixonante de Maria Luiza (Maria Casadevall), Adélia (Pathy de Jesus), Lígia (Fernanda Vasconcellos) e Thereza (Mel Lisboa).

É quase impossível, quer dizer, é impossível você começar a assistira a série e parar. São sete capítulos da primeira temporada que farão com que o seu dia passe como poesia e termine como desejo de que a nova temporada comece imediatamente

Sinopse
Maria Luiza, filha de fazendeiros de café, vive na cidade de São Paulo e desembarca no Rio de Janeiro em 1959 para encontrar Pedro, seu marido que foi para lá montar um restaurante com o dinheiro do pai de Maria Luiza. Mas qual não foi a surpresa quando Malu não apenas não o encontra, mas também descobre que ele fugiu com outra mulher e com todo o seu dinheiro.

É aí que a história começa e quando os laços das quatro mulheres protagonistas começam a fazer sentido. Adélia, uma empregada doméstica negra, maltratada por sua patroa branca preconceituosa, aparece para salvar Malu do incêndio que ela mesmo provocou no apartamento do marido fujão em um momento de desespero.

Malu se recupera, encontra Lígia, sua amiga de infância e esposa de político famoso da aristocracia do Rio de Janeiro. Ligia sempre teve o desejo de cantar, mas não o faz porque o marido a proíbe. Malu e Ligia seguem para uma festa em um barco onde Malu conhece Chico, um músico maravilhoso e fracassado por medo de que seu talento não seja suficiente.

Malu bebe mais do que deveria e vai parar na casa de Thereza, jornalista e cunhada de Ligia, que vive uma relação aberta com o marido e é a única mulher da redação onde trabalha. Thereza aconselha Malu a ser mais forte que seus medos.

Entre desafios, angústias e muita música, cada uma das protagonistas vai em um ritmo, buscando seu lugar no mundo e se afirmando enquanto mulher. Entre cigarros, whiskies e música boa, a série é uma lição de vida.

Uma série linda, bem escrita, dirigida e roteirizada que vai trazer para você um novo jeito de ver o mundo, a vida e sua fortaleza interna. Você é mais daquilo que você imagina. Você é “A Coisa Mais Linda”.

 

Ficha técnica
Série: Coisa Mais Linda
Produção: Netflix
Primeira temporada disponível
Segunda temporada em 19 de junho

Criação: Giuliano Cedroni e Heather Roth
Colaboração: Léo Moreira, Luna Grimberg e Patricia Corso
Produção: Beto Gauss e Francesco Civita
Direção: Caíto Ortiz, Hugo Prata e Julia Rezende

Coluna Cinema

  • imagem de cinema
    COLUNA CINEMA é produzida e publicada semanalmente.pela publicitária Jessie Lodi. Jessie Lodi é formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela FAG, especialista em Assessoria de Comunicação e Marketing e Gestão de Negócios. Possui experiência com produção de vídeos, produção de eventos, gestão de contas em agências de comunicação e marketing de associações. Atua no mercado paranaense e catarinense desde 2002 e é apaixonada por cinema. Curta o instagram @jessielodi Para comunicação com a coluna usar cinema@acontecendoaqui.com.br

Notícias Relacionadas