Coluna Ana Lavratti: O romance mais esperado deste fim de ano | Maratona Virtual | Mostra de Cinema Infantil

12 de Novembro de 2020

Escritora Letícia Wierzchowski veio buscar em Santa Catarina os elementos para o seu novo romance

Estrelas Fritas com Açúcar, de Letícia Wierzchowski, pereniza a saga de Adelina Hess de Souza

 

Para se deliciar com “Estrelas fritas com açúcar”

 

A cada dia cresce a expectativa pelo lançamento do livro “Estrelas fritas com açúcar”, pelo duplo brilho por trás da obra. A autora, Letícia Wierzchowski, é nobre conhecida da cabeceira dos leitores mais exigentes. Com 31 livros, teve seu romance “A casa das sete mulheres” transformado em série da Globo, com o enredo comovendo os espectadores em mais de 40 países. Também estrela de alto quilate, a personagem é motivo de orgulho para o Brasil e, em especial, para os catarinenses. Fundadora da Dudalina, mãe de 16 filhos, exemplo de pioneirismo para as mulheres empreendedoras, Adelina Hess de Souza inspirou a linha do tempo que Letícia, mais uma vez, alinhava com maestria.

 

Mesclando ficção e realidade, o romance chega a todas as livrarias até o fim do mês, pela Editora Planeta. Com forte identificação com a personagem, dona de uma confecção antes de se projetar ao olímpio dos grandes escritores do país, Letícia veio até Santa Catarina – na pacata Luiz Alves onde a família Hess de Souza se formou – para desbravar a saga do casal Duda e Adelina, entre sentimentos enraizados nos diários da matriarca e sonhos semeados em papel e caneta, no primeiro livro-caixa da Dudalina.

 

“A literatura se propõe a plasmar a vida real, trazer um panorama de um grupo de personagens, de um período do tempo, e o leitor vai se envolver com essa história de amor e coragem. Em um ano muito difícil em todos os sentidos, de muitos desafios, esses exemplos de superação constante chegam em uma hora muito importante”, instiga Letícia, que entrevistou os 16 filhos do casal e conheceu in loco a origem deste império. Sobre a origem do título, também é intrigante: os doces em formato de estrela que a avó fritava, celebrando a chegada de mais um neto nos partos realizados em casa. Para quem já está ansioso pela leitura, além das lojas “Estrelas fritas com açúcar” também tem pré-vendas pela Amazon.

 

Culturetes:

 

A arte a distância vai invadir os lares pelo Youtube, de 21 a 22 de novembro, com a próxima edição da Maratona Virtual. Nas 24 horas de programação online, os espectadores poderão acompanhar mais de 60 atrações, entre música, cinema, teatro e dança. Neste novo formato, a tradicional Maratona Cultural também traz programação infantil, com sessões de cinema, contação de histórias e shows musicais. Indicada ao Grammy Latino na categoria Melhor álbum de música de raízes em língua portuguesa, a cantora paulistana Mariana Aydar apresenta seu show “Veia Nordestina”, no dia 22, as 19h. E o encerramento é com a transmissão em tempo real do espetáculo da Garagem da Dança, “Laços”, direto do drive-in do Music Park.

 

A partir de 21 de novembro também tem Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis 2020, que se reinventa em sua 19ª edição trazendo uma programação online e gratuita. Além de exibições de filmes nacionais e internacionais, do Fórum de Cinema e Educação, e das oficinas de audiovisual para crianças e professores, os tradicionais shows da Mostra também terão versões virtuais, com espetáculos em live streaming de Carlinhos Brown e de Hélio Ziskind, do aclamado projeto Canções de Makuru. Para conferir a programação completa, clique aqui: 
 

Jornalista conhecido em Santa Catarina, pela atuação profissional e também pela paixão pelos três filhos que cria sozinho, Paulinho Scarduelli está lançando “Mais Aprendi que Ensinei”, pela editora Chiado. Já disponível na versão e-book para pré-venda na Amazon, Google Books e Kobo, o livro narra as aventuras, as descobertas e os desafios do autor para cuidar sozinho, após a separação, da Sara, do Davi e da Catarina. A motivação foi a intensa reação às histórias que, desde 2012, Paulinho vem compartilhando pelas redes sociais.

 

O professor Fábio Garcia, também historiador e escritor, está entre os cinco finalistas do principal prêmio de Literatura no Brasil, o Jabuti. A partir de uma pesquisa realizada, prioritariamente, nos acervos da Biblioteca Pública Estadual, a crônica Ildefonso Juvenal da Silva: um memorialista negro no Sul do Brasil valoriza o legado de um importante intelectual catarinense, escritor negro que, pela carreira como Major na Polícia Militar, hoje dá nome à medalha de mérito intelectual ao primeiro colocado no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da PMSC. A premiação será no dia 26 de novembro.

 

A Associação Catarinense para Integração do Cego, ACIC, também adaptou seu tradicional espetáculo de fim de ano para o meio digital. Com mais de 90 artistas em cena, “Os olhos da arte” traduz a música para todos os públicos. Acessível e inclusivo, com transmissão pelo Youtube no dia 13 de novembro, as 20h, o show reúne bailarinos e músicos com descrição em libras, permitindo que mais pessoas desfrutem da produção artística que ganha qualidade a cada ano.

 

Siga @analavratti também no Instagram

 

 

Ana Lavratti

  • imagem de lavratti
    Ana Lavratti é Jornalista e Mestra pela UFSC com pesquisa sobre a Notícia em Meio Digital Online. Multiplataforma, acumula experiência em mídia impressa, eletrônica e assessoria de comunicação. Também é escritora, autora de cinco livros e 3 e-books, e atua como colunista social desde 2014. www.analavratti.com.br / social@analavratti.com.br Curta o Instagram @analavratti

Notícias Relacionadas