Coluna Ana Lavratti: Dos paetês ao pijama / Máscaras artesanais / Delivery do Maremonti

26 de Março de 2020

Na carona do Corona, despontam iniciativas como as entregas em domicílio, descontos e voluntariado

Deborah Viegas adaptou o e-commerce de roupas de festa para a venda de pijamas

 

#KIT DE SOBREVIVÊNCIA:

 

Exemplo de empreendedorismo no mundo da moda, pela postura positiva e pró-ativa, Deborah Viegas chegou da Europa em plena “mudança de cenário”. Mas em vez de se abater, pelos paetês não vendidos, adaptou o menu da Ball Style Store para camisolas e pijamas. Se é para ficar em casa, que seja com estilo! Além da leveza das peças, Deborah ainda apostou em máscaras “harmonizadas”, enviadas com o pedido na mesma estampa do pijama, e na doação de 10% do valor das vendas para asilos do Brasil.

 

Entre os muitos restaurantes que vêm adaptando sua rotina para atender a distância, por meio de delivery, está a trattoria Maremonti. Além das pizzas, oferece almoço executivo, pratos principais, saladas e sobremesas com entrega em domicílio.

 

Na Bella Pizza, o chef Chico Honorato não apenas incrementou o esquema de delivery como está vislumbrando novos sabores, mais adequados ao Outono-Inverno.

 

Prefere gastar caloria em vez de consumir? Pois a Andrea Teixeira, diretora da Tribo do Esporte e pioneira na profissionalização das assessorias de corrida, já amparou seus atletas com uma série de atenuantes: está disponibilizando treinos online, para que continuem se exercitando em casa; transferiu a data de vencimento da mensalidade de abril para o mês de novembro; e ainda deu 30% de desconto para que ninguém deixe de cuidar da saúde por questões financeiras.

 

 

POR TRÁS DAS MÁSCARAS

 

Na contrapartida de tudo o que novo Coronavírus obrigou a recuar, a confecção de máscaras ganhou um mercado inusitado, com uma série de iniciativas denotando o potencial humano para o voluntariado. E vale a pena registrar e aplaudir quem faz a diferença.

 

Em Itajaí, a sócia da loja de tecidos Teray Textil, Rosane Mello, vem aproveitando a “clausura” para recortar artesanalmente as amostras de estampas e texturas que serão transformadas em acessório alternativo de proteção. As máscaras podem não seguir os preceitos formais de esterilização, mas quando as farmácias estão sem estoque, já representam uma barreira extra. A rede decorrente da epidemia já reúne cinco costureiras voluntárias, a doação de elástico, e os beneficiados, que são profissionais em contato direto com a doença.

 

Em Blumenau, a iniciativa se repete com a artesã e esteticista Maristela Junges. Aproveitando as férias forçadas, acumulando prejuízos financeiros pela pausa no expediente, ela passou a costurar máscaras para doar à padaria que frequenta, com 12 colaboradores.

 

Em Balneário Camboriú, o projeto Veste Vidas, liderado por Sandra Bronzina, Mirvana Andreis e Graziele Andreis, doou 740 máscaras de tecido confeccionadas por cerca de 40 costureiras voluntárias. O destino são os profissionais da área da Saúde.

 

Em Joinville, antes de entrar em férias coletivas, a Oceano Surfwear conseguiu produzir 1300 máscaras com sobras de tecido. A ação envolveu 30 costureiras, e a produção veio contemplar a demanda em asilos e entre pacientes em tratamento de hemodiálise obrigados a sair de casa.

 

A partir de uma parceria entre a Univali, a UFSC e o IFSC, também estão sendo produzidas máscaras com impressão 3D. A produção dura em média 3h20min por máscara, já que cada unidade inclui o suporte e a parte frontal que cobre todo o rosto, representando uma proteção mais abrangente e efetiva para os profissionais da Saúde.

 

Em Pomerode, a TZE se dispôs a produzir 3.600 máscaras em tricoline e 100% algodão, tecido lavável e reutilizável. Além do cuidado com a segurança, o acessório ainda ganha apelo fashion, pelas estampas escolhidas.

 

Também do segmento têxtil, a Círculo S/A vem disponibilizando e-books e cursos online, com a artesã Marie Castro comandando as aulas pelo perfil da empresa no Instagram. Todos os dias, também são liberadas pelo site três “passo a passo” para confeccionar peças em tricô, crochê ou amigurumi.

 

Outras demonstrações de cumplicidade e solidariedade compreendem a doação de máscaras pela Malharia Treze e o Grupo Kyly, de Pomerode, e pela Malwee, de Jaraguá do Sul, que vêm abastecendo hospitais e maternidades.

 

Siga @analavratti também no Instagram

 

Clique nas fotos para acionar o slideshow e ampliar as imagens da Galeria.

 

 

Cursos online da Círculo
Cursos online da Círculo

Ana Lavratti

  • imagem de lavratti
    Ana Lavratti é Jornalista e Mestra pela UFSC com pesquisa sobre a Notícia em Meio Digital Online. Multiplataforma, acumula experiência em mídia impressa, eletrônica e assessoria de comunicação. Também é escritora, autora de cinco livros e 3 e-books, e atua como colunista social desde 2014. www.analavratti.com.br / social@analavratti.com.br Curta o Instagram @analavratti