Coluna Ana Bárbara Dias | Fenomenologia da interação começa a fazer sentido nas interações online

03 de Abril de 2019

Saiba como melhorar suas parcerias e estratégias de relacionamento melhorando seus processos de interação

Você já se perguntou com quem tem se relacionado nas suas redes sociais? Este é o principal objetivo da fenomenologia da interação, que visa melhorar nossas estratégias de marketing de relacionamento, gerando assim conexões que contribuam para nossos processos evolutivos. 

Antes de pensarmos em nossas relações online vamos entender o que é essa tal fenomenologia da interação, na qual nós que vivemos em rede estamos fazendo parte, ela diz respeito a maneira que interagimos em nossas relações, ou seja, vivemos em rede e precisamos entender melhor como viver da rede, objetivando melhorar nossos processos de interação.

Esse fenômeno surge com essa nova ciência, que traz novas descobertas, como esse novo processo da ciência das redes, fenômenos estes associados à interação e que foram divididos em quatro: o clustering, o swarming, o cloning e o crunching. 

Clustering
A premissa desta etapa é que tido que interage clusteriza, ou seja, tudo que aproxima interage, trazendo para o marketing de relacionamento significa dizer que todas as pessoas que se aproximam iniciam um processo de interação, iniciando assim uma rede, e a conectividade online contribui para que este processo ocorra de maneira mais rápida.

Swarming
Esta segunda descoberta tem como alicerce central, que tido que interage pode enxamear. Ao nos aproximarmos dos outros em rede o fenômeno do enxameamento, contribuindo assim para a formação de grupos. 

 

Cloning
Este processo diz respeito a copiar, onde, a vida imita a vida, somos seres imitativos que aprendemos e imitamos os que convivem conosco, imitamos nossos pais, amigos, e pessoas que admiramos.

Crunching 
Este último fenômeno demonstra que com o aumenta da conectividade estamos diminuindo o tamanho do “mundo” e nos conectando com mais facilidade, independente do local que a pessoa esteja, este processo só é possível por conta da conectividade.

Agora que você já entendeu como se da à fenomenologia da interação voltamos a primeira questão, comece a perceber quem faz parte da sua rede, e aprenda com ela, torne-se melhor na sua área de atuação, e clusterize, forme grupos, imite, melhore, aprimore suas habilidades, e diminua distâncias.

Obrigada!

Ana Bárbara Dias

  • imagem de anabarbara
    Graduada em Comunicação Social, pós-graduada em Assessoria Parlamentar, com MBA em Marketing e Mestre em Administração, apaixonada pelo marketing, atualmente atua como professora universitária e consultora nas áreas de marketing e comunicação, mantendo também um blog sobre tendências de marketing www.anabarbaradias.com.br