Coluna Alisson Barcelos | Movida pela inovação, Fernanda Bornhausen apresenta o Festival Social Good 100% online em 2020 

30 de Outubro de 2020

Confira também: SC começa a ver uma luz no fim do túnel em relação à retomada dos eventos presenciais

Fernanda Bornhausen lidera o Social Good Brasil, cujo festival de 2020 será 100% online, entre 3 e 7 de novembro. Foto: divulgação

 

Depois de quase oito meses, o setor de eventos começa a ver uma luz no fim do túnel em relação à retomada dos eventos presenciais. Já não era sem tempo, mas precisamos considerar que apesar de a Covid-19 causar menos mortes, a taxa de transmissão e o número de casos aumentam a cada dia. Como a vacina ainda não chegou ao Brasil, é preciso avaliar os riscos. 

Para quem ainda não se sente seguro em realizar um evento presencial, e levando em consideração que o show não pode parar e que a crise surge para criarmos oportunidades, temos o exemplo do Festival Social Good Brasil 2020 e dos prêmios TOP de Marketing e Vendas e Empresa Cidadã, ambos promovidos pela ADVB/SC, que já divulgam a transmissão em eventos 100% digitais - no primeiro caso - e híbridos, no segundo e terceiro. 

É sobre esta nova experiência - de reunir palestrantes, público, mediadores e painelistas em uma experiência completamente online - a nossa entrevista desta coluna, com a incrível Fernanda Bornhausen, fundadora e presidente do Instituto Voluntários em Ação (IVA) e do Social Good Brasil, organizações sem fins lucrativos com sede no Brasil, entre outras realizações nos setores públicos e privados. Confira a coluna desta semana:

 


Podemos considerar que o Festival Social Good Brasil sempre foi um evento híbrido, pois era feito em um espaço físico e transmitido para o mundo inteiro. Quais foram os desafios enfrentados na organização da edição 2020 100% online?

Fernanda Bornhausen - O Festival Social Good Brasil sempre foi híbrido desde 2012. Sempre tivemos transmissão pela internet, por meio de streaming, e o evento era todo transmitido online. O grande diferencial, conforme os feedbacks que fomos recebendo dos participantes, é que ele era um evento presencial, com muita alma, com muita interação e com muita troca. Fomos melhorando isso ao longo dos anos e as pessoas que estavam online podiam sentir isso. O nosso desafio agora é fazer tudo digital: em vez de dois ou três dias, fazermos cinco dias de evento com mediadores, palestrantes e painelistas um em cada lugar do mundo.

=======================================================================================
Quais as oportunidades que você avalia neste novo modelo?

FB  - Isso traz vantagem significativa, porque os palestrantes que não podem vir até Floripa poderão estar no evento dentro deste formato híbrido - aí parte online e parte presencial. Vejo que podemos seguir assim para ter cada vez mais oferta de ótimos palestrantes. Mas para nós o evento presencial tem a nossa alma. Trabalhamos com inovação, e inovação mexe muito com as pessoas, então ele é muito bacana presencial. Vamos sentir, né? Mas como somos uma organização inovadora - e sempre fomos, vamos inovar novamente. As oportunidades estão aí no mundo digital e nós temos uma oportunidade muito grande de lançar a nossa proposta de valor a nossa onda de inovação no Festival: uma plataforma de educação democrática, para democratizar a educação em dados. Ela terá alcance mundial, os vídeos, painéis e debates serão bastante divulgados. Esta é uma grande oportunidade. Outra grande oportunidade será a oportunidade de trazer palestrantes que não traríamos na forma presencial.    

 

Há um novo formato de se comunicar com o público?

FB  - Sim. Este é um novo formato, então vamos trabalhar para que seja um ambiente bacana mesmo em um ambiente digital. Depois de sete meses de pandemia, todos estão acostumados com este modelo, mas ele ainda é um desafio. É sempre um desafio. Vamos ver como as pessoas reagem, como interagem, porque a nossa grande questão é a interação.

 

Como vocês remodelaram o evento para seguir atingindo - e até ampliando o público - nesta nova realidade?

FB  - Remodelamos para ele ser 100% online. Nosso público sempre foi muito grande. Desde os primeiros festivais, quando este modelo nem era tão conhecido, fomos pioneiros em trazer essa inovação, tivemos mais de 10 mil pessoas online. É inovação. É inovação social na veia. E a gente vai fazer o melhor possível com o nosso time, com os nossos voluntários. Temos centenas deles trabalhando no nosso festival. Vamos fazer o possível para acolher todo mundo, temos palestrantes maravilhosos, mentes brilhantes como Luiza Trajano e Silvio Meira. Certamente todos que participarem vão ganhar muito. 

 

Festival Social Good Brasil 2020

Ficou com vontade de participar do evento? O Festival Social Good Brasil 2020 terá como tema “Seres humanos, futuros e o poder dos dados”, será 100% online, e ocorrerá de 3 a 7 de novembro, e ainda está com inscrições abertas neste link. A participação é gratuita. Serão mais de 100 palestrantes, além de muita interação e de atrações culturais, que discutirão competências e liderança no futuro, o poder dos dados e das tecnologias, além do impacto positivo que eles podem gerar no mundo nos âmbitos ambiental social, econômico e social. É imperdível.   

 

TOP de Marketing ADVB/SC 2020

Foi prorrogado o prazo de inscrições para o 35º TOP de Marketing e Vendas ADVB/SC, um dos eventos mais aguardados do ano pelos empresários catarinenses. Os cases poderão ser inscritos até dia 5 de novembro, neste link. A avaliação do material será feita pela ESPM no período entre 6 e 22 de novembro, e a divulgação dos premiados ocorrerá no dia 24. Neste ano, por causa da pandemia, o evento será híbrido. A cerimônia que vai reconhecer a qualidade e a criatividade em marketing e vendas será realizada no dia 8 de dezembro, em evento com transmissão ao vivo diretamente de Florianópolis. Seis categorias serão premiadas: Comunicação, Indústria, Micro e Pequena Empresa, Serviços, Tecnologia e Varejo. 

 

Prêmio Empresa Cidadã ADVB 2020

O período para inscrições de cases para o 22º Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC, antes previsto para 30 de outubro, foi estendido para 11 de novembro. O prêmio visa a homenagem e premiação das empresas catarinenses que fazem da responsabilidade social o seu melhor exemplo, produto e resultado. Três categorias serão premiadas: Preservação Ambiental, Participação Comunitária e Desenvolvimento Cultural. Os cases devem ser inscritos neste link. As avaliações serão realizadas entre 12 e 17 de novembro, e a premiação ocorrerá em solenidade no dia 24 de novembro. Assim como no TOP de Marketing, o evento será híbrido, com transmissão ao vivo a partir de Floripa. 

 

Liberação dos eventos em SC

Em portaria publicada no último dia 27, a Secretaria Estadual de Saúde liberou a realização de congressos, palestras e afins para as regiões com bandeira laranja (risco grave), sempre respeitando a capacidade de 25% de ocupação de espaço. O documento também permite a realização destes mesmos eventos na bandeira de cor amarela (risco alto), com 50% de ocupação. Para os casos de bandeira azul (risco moderado), a capacidade de público permitida será de 70% da capacidade. Florianópolis segue com bandeira laranja. Confira aqui o mapa das demais regiões. 

 

Permissões em Joinville 

Com bandeira amarela, Joinville permite, desde a última quinta (29), congressos, feiras, palestras, seminários, exposições e eventos sociais, cinemas, teatros e museus, atividades proibidas desde março. As atividades são permitidas se observarem os protocolos sanitários vigentes: 50% da capacidade de público, utilização de máscara e respeito ao distanciamento social, entre outros.

 

Retomada autorizada no RS com restrições

Por meio de decreto publicado também no dia 27 de outubro, o Governo do Rio Grande do Sul liberou a retomada de eventos sociais e de entretenimento para as regiões que estão em bandeira amarela (risco baixo) ou laranja (risco médio). Nos dois casos, há previsão de limite de público. Proibidos desde março, foram autorizadas a reabertura de casas noturnas, além da realização de shows, festas de aniversário, casamentos e formaturas - as pistas de dança nestes eventos seguem proibidas.

Nas últimas semanas, o Estado gaúcho autorizou eventos infantis, corporativos e feiras - o Rio Grande do Sul fez eventos-teste para verificação de protocolos sanitários e de segurança - e a retomada de teatros, auditórios, espetáculos e casas de shows, circos e similares exclusivamente para o público sentado.

 

Quer sugerir algum tema para a nossa coluna? Entre em contato pelo e-mail: alisson@sousb.com.br.

Alisson Barcelos

  • imagem de alisson
    Alisson Barcelos Formado em Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda com mais de 25 anos de experiência no mercado de eventos. É cofundador da SB+ Eventos, empresa referência em produção de eventos em Santa Catarina e diretor de Eventos Especiais e Confrarias da ADVB/SC. No Portal Acontecendo Aqui, vai falar sobre o que mais entende e ama fazer: eventos, logicamente.

Notícias Relacionadas