Ana Lavratti Entrevista: E se Florianópolis virasse Floripa?

09 de Janeiro de 2020

Movimento propõe que Florianópolis adote oficialmente o apelido carinhoso pelo qual já é conhecida

Advogado José Braz da Silveira fala sobre o movimento É Floripa

 

Dando a largada para as Entrevistas em vídeo, neste 2020, fui até a Beira-Mar Norte conversar com o advogado e escritor José Braz da Silveira sobre o Movimento É FLORIPA.
 

Mestre em Ciências Jurídicas com Especialização em Políticas Públicas, presidente da Academia de Letras de Biguaçu e morador do bairro Estreito, em Florianópolis, dr. Braz esclarece aqui como vem ganhando vulto a iniciativa para que a Capital assuma seu “apelido”, passando a ser, oficialmente, Floripa.
 

Apesar da experiência, de já ter sido Vereador em quatro legislaturas na cidade de Biguaçu, dr. Braz fez questão de desvincular o movimento de qualquer cunho político ou partidário. A protagonista da mudança é a própria população.
 

O que motiva a troca, como se daria o processo, como os cidadãos poderiam se manifestar a respeito e o cuidado para que o novo nome represente uma evolução, e não imposição, tudo isso o dr. Braz esclarece na nossa conversa, tendo por cenário a parada obrigatória para fotos onde Florianópolis já é, carinhosamente, designada FLORIPA.

 

 

 

 

Siga @analavratti também no Instagram

 

E deixe aqui a sua opinião. O que você acha da iniciativa de trocar o nome, de forma consensual, de Florianópolis por Floripa?

 

 

Movimento É Floripa
Movimento É Floripa, sem vínculo político-partidário

Ana Lavratti

  • imagem de lavratti
    Ana Lavratti é Jornalista e Mestra pela UFSC com pesquisa sobre a Notícia em Meio Digital Online. Multiplataforma, acumula experiência em mídia impressa, eletrônica e assessoria de comunicação. Também é escritora, autora de cinco livros e 3 e-books, e atua como colunista social desde 2014. www.analavratti.com.br / social@analavratti.com.br Curta o Instagram @analavratti

Notícias Relacionadas