Ana Lavratti entrevista a artista visual Giovanna Nucci

05 de Abril de 2021

Autora de dois livros de luxo, Giovanna virou personagem, pelo sucesso empreendendo em duas áreas distintas

Giovanna Nucci, cada vez mais respeitada no universo da Fine Art Photography.

 

Aos 57 anos, ciceroneando com o marido, no elegante condomínio Fazenda Boa Vista, os três filhos e três netos, a fotógrafa Giovanna Nucci ampliou o rol de conquistas em plena pandemia: com o aval do Secretário Especial de Cultura do governo federal, seu projeto "Pares Díspares" venceu a seleção para entrar em cartaz no espaço mais nobre Funarte, a Galeria Fayga Ostrower, de Brasília. Conheça AINDA MELHOR a catarinense, cidadã do mundo, que veio de São Paulo para Florianópolis participar da sessão de autógrafos, no Dia da Mulher.

 

Nascida em Campos Novos, onde viveu até os 5 anos impregnada pelas tradições do nonno Giovanni, imigrante italiano, Giovanna Maritza Carlos Lopes cresceu carinhosamente chamada de “nucci” pelo avô. E na primeira oportunidade de profissionalizar o seu negócio, a confecção que improvisava na sala da casa desde 1984, recorreu ao apelido para batizar suas peças: Giovanna Nucci moda praia.

 

Impelida a trocar o óleo bronzeador pelas pomadas contra assaduras, grávida aos 18 anos, Giovanna abdicou da casa dos pais e da aprovação para Letras/Francês, na UFSC, para começar uma vida totalmente nova ao lado do namorado, de 19 anos. E foi no pequeno apartamento onde viviam, com um olho nos maiôs e outro na filha Michelle, que a estilista emergiu entre linhas e agulhas. Oferecendo para as amigas a produção artesanal, a empreendedora despontou a tal ponto que, quando nasceu a segunda filha, já comandava uma equipe, na casa nova adaptada para receber costureiras e clientes.

 

Para abrir a primeira loja física, em Florianópolis, a solução foi vender o carro do qual tanto se orgulhava. Mais tarde, expandir o negócio exigiu nova renúncia: deixar de lado os planos de abrir uma confecção em plena Ilha e tirar proveito das vantagens tributárias oferecidas por São José, onde viria a empregar quase 50 colaboradores. Com o tempo, além de diversificar a produção, produzindo agasalhos e roupas de ginástica, também provou ser inovadora no marketing, contratando os melhores fotógrafos para seus catálogos e promovendo desfiles com grande repercussão.

 

Com autonomia suficiente para pedir a separação pouco após o nascimento da Monique, Giovanna voltou a se casar muito anos depois, ampliando a família, com o caçula Marcello, e arriscando com o marido, Marcello Gonçalves, uma mudança total de vida: trocando os vínculos consolidados em Florianópolis pelas oportunidades que São Paulo descortina. Pela experiência de quem liderava processos, traduzindo conceitos em produtos, Giovanna não tardou a conquistar importantes papeis em grandes negócios, na Dudalina, na Elite Model, e na NK Store, de Natalie Klein.

 

Intercalando a carreira com pesquisas e vivências no exterior – onde lapidou a verve poliglota – Giovanna foi intimada por uma amiga a conhecer a Escola Panamericana de Arte, disparando o obturador da vida em nova direção. Totalmente focada na fotografia, levou o talento adiante, aprovada no vestibular para a primeira faculdade de Fotografia da América Latina, no Senac. Regularmente escalada por João Dória para capturar o melhor ângulo de personalidades como Fernando Henrique Cardoso, Jorge Gerdau e Abílio Diniz, Giovanna transcendeu o que já dominava para triunfar também em outro universo, da Fine Art Photography.

 

Com muita pesquisa e profissionalismo, a artista não tardou a ganhar respaldo internacional, com exposições em Milão, Porto e Paris. Além da encomenda especial – o tríptico “Colonato di Bernini” para o Embaixador da Itália em Paris, a fine art by Giovanna Nucci também se destaca em coleções privadas: no escritório São Paulo Invest em Xangai e no Consulado italiano em São Paulo, onde o Cônsul Geral Filippo La Rosa figura entre seus colecionadores. Com a mesma notoriedade, lançou dois livros de luxo, “Rio, estado de esporte” e “São Paulo, cada um conta sua história”, em tributo à metrópole onde conta com mais de 100 obras integrando acervos públicos, adquiridas pela Prefeitura de São Paulo e expostas em palácios estaduais.

 

Personagem do livro VOCÊ MULHER AINDA MELHOR, onde resume sua história com mais 30 mulheres de grande expressão, Giovanna Nucci conversou com a autora, Ana Lavratti, durante a sessão de autógrafos no SEBRAE SC:

 

 

 


 

 

Quer saber onde encontrar o livro mais próximo de você? Escreva para editora@analavratti.com.br

ENTREVISTA: Gravação e edição da Canal 3 / TV Sebrae

FOTOS: Gabriela Müller

Giovanna Nucci lendo o livro
Trajetória retratada no livro Você Mulher Ainda Melhor

Ana Lavratti

  • imagem de lavratti
    Ana Lavratti é Jornalista e Mestra pela UFSC com pesquisa sobre a Notícia em Meio Digital Online. Acumula experiência em mídia impressa, eletrônica e assessoria de comunicação. Também é escritora, autora de 6 livros e 4 e-books, e atua como colunista social desde 2014. www.analavratti.com.br / social@analavratti.com.br Curta o Instagram @analavratti

Notícias Relacionadas