Coluna Patrícia Dalpra | 5 erros na gestão da marca pessoal que você não pode cometer. Saiba evitá-los!

26 de Julho de 2019

Você já percebeu que suas ações impactam a construção da sua marca pessoal?

 

 

Saber vender-se ao mercado de trabalho e aos potenciais clientes é uma estratégia importante para conseguir o sucesso que você almeja.

Assim, tanto ao desempenhar sua profissão quanto ao relacionar-se com as pessoas, é preciso saber gerenciar muito bem sua marca pessoal.

Um simples deslize pode colocar sua reputação a perder, e é justamente para que isso não aconteça que falaremos aqui de 5 erros que atrapalham a gestão da marca pessoal e como é possível evitá-los. Confira!

 

1. Falta de planejamento

Se você quer ser reconhecido por algo, não pode cair na besteira de deixar-se levar pelos acontecimentos. Seus esforços precisam ser bem direcionados.

Sua grande arma será o planejamento, que implica, inicialmente, em estabelecer objetivos: em que área você quer atuar? Pelo quê quer ser reconhecido? Em seguida, virão as ações que contribuem para isso. Pense:

  • O que devo aprender?
  • Com quem devo me relacionar?
  • Onde devo estar?
  • Como as pessoas conhecerão o que tenho a oferecer?

O próximo passo é executar ações que respondam as perguntas acima, mas lembre-se: a construção da marca pessoal é contínua, portanto, não tente cumprir tudo de uma vez. Com um bom planejamento, uma conquista levará naturalmente à outra.

 

2. Falta de preparação

Mencionamos acima que a construção da marca pessoal leva tempo. Isso está relacionado, também, com sua preparação para atuar em determinada área.

Não é muito comum ver profissionais renomados com 18 anos de idade, certo? A explicação é simples: quanto mais experiência você tem, mais chances de tornar-se referência em determinado assunto.

Portanto, não queira ser o maior especialista de uma área se você ainda tem pouca experiência. Aqueles que decidem oferecer um serviço, mas têm conhecimentos rasos, cedo ou tarde deixam transparecer a falta de preparo.

Quem é jovem precisa viver fases iniciais, como ser estagiário ou assistente; os mais vividos, antes de se aventurarem como consultor, por exemplo, devem assegurar-se de ter adquirido conhecimentos suficientes para atuar no mercado por conta própria.

 

3. Postura profissional inadequada

Uma pesquisa feita pela Catho demonstrou que um grande motivo para demissão de trabalhadores é o mau comportamento. Determinadas atitudes fecham definitivamente portas, pois é muito difícil reverter uma má impressão. Assim, o estigma de ser mau profissional pode durar bastante tempo.

Dentre os comportamentos negativos apontados na pesquisa estão: pessimismo, individualismo, ser desagregador, insegurança, falta de compromisso e vaidade elevada. Aconselhamos evitá-los!

 

4. Equívocos no mundo digital

Sua marca pessoal se expande pelas interações com os outros. É por isso que você deve cuidar do comportamento presencial e também do virtual.

O ambiente digital é uma boa vitrine para a divulgação e desenvolvimento de seus serviços. Porém, nele estamos muito expostos: tudo o que você escreve ou compartilha pode trazer impactos, positivos ou negativos. Assim, evite emitir opiniões controversas e aproveite o grande alcance da internet para promover-se, mas sem ser vaidoso demais!

Nosso conselho é: inscreva-se nas redes sociais relacionadas com seu público e área. É designer? Use o Instagram ou Pinterest para mostrar suas imagens. É jornalista? Use o Medium ou LinkedIn para escrever. Lembre-se, também, de estruturar bem esses perfis. Uma boa ideia é usar o mesmo nome e foto em todas as redes, assim é mais fácil para as pessoas encontrarem você.

 

5. Falta de apoio profissional

Por último, um erro que pode comprometer a consolidação de sua marca pessoal é tentar fazer tudo sem a ajuda de um profissional que o guie nesse processo. Um especialista em imagem pessoal pode aconselhá-lo sobre como abordar seu mercado e seus clientes, onde marcar presença (pessoalmente ou virtualmente), quais ações ajudam a promover seu trabalho etc.

Se vamos fazer uma construção, consultamos um engenheiro. Do mesmo modo, para estabelecer nossa marca pessoal, precisamos de ajuda especializada, afinal, estamos lidando com um tema muito importante: nossa reputação.

Como já frisamos, a construção da marca pessoal é um processo que exige cuidados durante toda a vida. Conhecer os erros listados aqui ajudará você a manter sua imagem positiva.

Uma ótima semana!

E.mail: patrica@pdimagemecarreira.com

https://www.facebook.com/PD.gestaodeimagemecarreira

Instagram: @pdimagemecarreira

Linkedin: https://br.linkedin.com/in/patriciadalpra

Site: www.pdimagemecarreira.com

Patrícia Dalpra

  • imagem de pdalpra
    Patricia Dalpra é Estrategista em Personal Branding e Gerenciamento de Carreira, fundadora da PD Imagem e Carreira que surgiu da vontade de contribuir com as conquistas de pessoas e empresas através do desenvolvimento de uma estrutura que possa fundamentar e organizar uma marca e planejar uma carreira com base em seu DNA, preservando e valorizando sua essência para alcançar as melhores relações com a sociedade e o mercado. Pós- graduada pela Universidade Ramon Llull Barcelona – Madri e Formação Executiva em Brand Leadership pela Columbia University NY – EUA.