Cannes Lions | Fazer o simples muitas vezes pode ser difícil. Recado da Apple

09 de Julho de 2019

Lições de Tor Myrhen, Vice-Presidente de Marketing da Apple

 

 

A última sessão apresentada nesta sexta-feira no auditório Lumiére, durante a 66ª edição do Cannes Lions, trouxe nada menos que a poderosa Apple e assim consolidar o festival com a presença de uma das mais importantes marcas do mundo.

Tor Myrhen iniciou sua apresentação falando do significado do termo ‘marketing’ para a Apple. “Quando nós oferecemos cursos gratuitos para desenhar em nossas lojas, ou ensinar às pessoas a criar códigos e fazer outras coisa, isso seria marketing ou produto”?, perguntou Tor. Há tantas demonstrações de que para a Apple, o produto em si da marca é o seu marketing. Isso está em tudo que a empresa faz, seja no formato diferenciado do Mouse ou até no Adaptador de energia, que se tornou um elemento de grande identificação com a marca.

Os grande gigantes da Apple, como Steve Jobs e Jonathan Ive, desenvolveram uma ideia de que cada ideia de marketing iniciava com o seu produto e assim, ao adicionar uma criatividade inconfundível, eram capazes de construir icônicos produtos.  

Tor citou ainda a importância em que a Apple dá em buscar a verdade em cada produto e que muitas vezes a estratégia produzida se torna um sacrifício.  A Apple não testa suas peças publicitárias e nem sua criatividade porque ela sabe realmente o que tem para dizer ao consumidor e até na escolha do formato de comunicação.

Nós sabemos que peças de outdoor quebram regras da cultura digital e mesmo que seja um desafio montar um painel da Apple, que pode levar até uma semana, para nós o resultado é um visual relaxante e que impacta os consumidores.

O profissional da Apple aproveitou também para mostrar no telão algumas das campanhas brilhantes criadas pela empresa ao longo dos 35 anos e que conquistaram audiência em todo o mundo.