CANNES 18 | Criatividade em dados é um dos exemplos de inovação

19 de Junho de 2018

Como a Visa está utilizando os dados para atender os consumidores

Marcas e anunciantes precisam ter em mente que produzir campanhas criativas é apenas uma parte da batalha. Os consumidores mais modernos estão expostos a milhares de formatos de anúncios diariamente e muitos delas acabam falhando e são ignorados pela audiência. 

Num evento apresentado no Innovation Stage, que faz parte do festival Cannes Lions 2018, Kimberley Kadlec, Senior Vice-Presidente Global de Marketing da Visa apresentou os principais focos que a empresa está buscando para continuar inovando e seus desafios para fugir dos tradicionais modelos de marketing e ter uma mentalidade que aproxima do uso de dados e atinge melhores resultados com seus consumidores.

A importância dos analíticos para acompanhar resultados 

Segundo Kimble, observar e utilizar os analíticos acabam fazendo parte dos princípios básicos para você mensurar resultados e acompanhar o ROI em sua empresa. Atualmente, para mensurar o ROI corretamente você precisa de tempo e disposição e um dos objetivos atuais da Visa é buscar a análise do ROI em tempo real, e que deve acontecer nos próximos 15 meses. 

“Os analíticos vão se tornando cada vez mais sofisticados na medida em que vamos em busca daquilo que queremos”, citou Kimberley. Gerar crescimento, estudar o comportamento do consumidor e medir a visibilidade da marca são três importantes análises em que a Visa não abre mão de observar nas análises dos dados. 

Você precisa de humanos para transformar os dados em algo útil

Mudando o foco e falando sobre ideias, Kimberley citou também que a Visa procura separar criatividade do canal de mídia e observar suas métricas separadamente e observar o que otimiza melhor. Em primeiro lugar antes de focar nos dados, você precisa de pessoas que sejam capazes de transformar estes dados em algo útil para a empresa.

O grande desafio atual é encontrar cientistas que sejam capazes de entender os dados e gerar oportunidades de negócios com o foco no consumidor e apresentar algo que seja relevante. Esta é uma das tarefas da Visa quando procura uma nova agência ou parceiro focado em dados. É preciso que ele tenha boa experiência e insights sobre dados. 

Atualmente a Visa deseja que suas agências tenham o foco em produzir o briefing que seja de acordo com as mudanças comportamentais dos consumidores. Como exemplo disso, um dos novos produtos criados pela Visa é baseado na produção de vibrações e som através dos pagamentos com o Apple Pay, foi criado através de uma necessidade do consumidor em garantir que sua transação eletrônica foi realizada com sucesso, ao fazer a compra, o consumidor recebe uma vibração em seu telefone que a compra foi aceita e ele se sente satisfeito e seguro com isso. Este projeto piloto teve um índice de 82% de aceitação pelos consumidores.

mulheres conversando no palco do cannes lions innovation