CANNES 18 | Aprendendo a caçar Leões. Agência de Curitiba comenta seus trabalhos inscritos no Festival

10 de Junho de 2018

Thiago Biazetto e Rafael Coradine, criativos da Tif Comunicação: "O Festival de Cannes tem sempre muito a ensinar".

 

O AcontecendoAqui conversou com Thiago Biazetto, que no ano passado vivenciou o festival como se fora um estagiário, para saber o que estava sendo preparado por sua agência em busca de um Leão em Cannes. Leia o relato dele e do Rafael Coradine e conheça as peças.

"Quem acompanha as novidades que vêm lá da Riviera Francesa sabe que não é só uma relação de ensinamentos sobre ganhar ou perder. Mas de participar e aprender mais a cada ano.

Inovações, uso de tecnologia, criatividade, dá pra absorver muita coisa.

A cada case inscrito e preparado para tentar capturar um leão, olhamos para trás de cada etapa do trabalho e percebemos o quanto os aprendizados dos anos anteriores fizeram a diferença na execução, resultado e qualidade do que inscrevemos para este ano.

Às vésperas do início do festival, nossa expectativa é de ver mais ideias serem reconhecidas por sua utilidade e eficiência real. Essa indústria vive de resultados e o nosso trabalho ganha mais relevância quando superamos as expectativas.

Para tentar uma subidinha ao palco do Pallais este ano, estamos acreditando em 2 trabalhos que se destacaram pela sua eficácia criativa e por envolverem causas relevantes para a sociedade.

“A Exposição que ninguém queria ver” é uma dessas ideias. Projeto que começou com um crowdfunding e ganhou escala com a participação de 5 marcas patrocinadoras.
Nele, transformamos as imagens do diagnósticos de câncer da mama em obras de arte para alertar as mulheres sobre a importância da prevenção.

 

 

O outro é a campanha “Show na Faixa”, com a Karol Conka, criada para o Detran-PR e o Governo do Paraná com o objetivo de chamar atenção à faixa de pedestres e reduzir o número de atropelamentos.
Para isso,  criamos uma música e convidamos a Karol para interpretá-la em um show holográfico gratuito, bem em cima de uma faixa de pedestres da Rua XV de Novembro em Curitiba. 

Foram mais de 6 meses de criação e execução de um projeto que envolveu holografia, ativação, campanha e a 1ª ação de realidade aumentada da América Latina feita com o Shazam. Pelo app as pessoas ainda podiam ver, dançar e cantar a música da campanha com a Karol Conka em qualquer lugar.

 

 

Os resultados dos dois trabalhos trouxeram números bem relevantes, como é possível conferir nos cases, e nos motivam a entrar na briga por um tão sonhado leão.

O espaço na bagagem para trazê-lo não vai faltar."