Jurados Brasileiros em Cannes | Entrevista com Edson Giusti, presidente da Giusti Comunicação Integrada

10 de Junho de 2016

O especial Jurados Brasileiros em Cannes, que o AcontecendoAqui vem publicando com os criativos brasileiros que irão julgar o Cannes Lions Festival neste ano na Riviera Francesa, hoje apresenta a entrevista com Edson Giusti, presidente da Giusti Comunicação. 
Edson Giusti é jornalista, sócio de uma nova geração de agências de PR com foco em criatividade. A agência nasceu como parte do grupo Loducca, ainda quando pertencia à rede Lowe (Interpublic) . Hoje, a Giusti Comunicação é uma agência independente, atendendo todos setores,  como serviços, indústria e varejo. A agência  tem uma peculiaridade: especialização em trabalhar com PR para o setor de mídia e publicidade, tendo como clientes as agências TBWA,   Dentsu, Grupo Propeg, Bullet e Momentum. Entre seus clientes também estão SBT, Havaianas,  JP. Morgan, Centauro, Fiesp, Panasonic,  Grupo Camargo Corrêa.  A Giusti Comunicação é hoje a 11ª no ranking das agências brasileiras. 
Edson vai julgar a Categoria PR LIONS, onde o Brasil não tem bom histórico de prêmios..

 

Qual  é a sensação em fazer parte da equipe de jurados do Cannes Lions 2016?
 
Sensação de reconhecimento. Reconhecimento à carreira e ao trabalho da nossa agência.  Somos uma agência nacional e independente. Isso é muito importante para a empresa  e seus profissionais.

Qual é o aprendizado ou troca de experiências que você imagina ter lá com criativos de diversos cantos do mundo?
 
O segmento de Relações Públicas cresce a cada ano com o digital e as mídias sociais. Certamente, esse será um dos grandes temas e pontos com que podemos trocar experiências.  Todas as agências de PR estão crescendo com o Social Media. Há muito o que conhecer e saber como outros mercados estão se desennvolvendo.

Prêmio é só para o ego do criativo ou pode agregar valores para as agências e anunciantes?
 
Prêmio é reconhecimento que agrega valor às suas credenciais e, consequentemente, atrai bons negócios também. 

De 3 anos para cá, o que você poderia citar como grandes mudanças no Festival e o que será avaliado em PR LIONS,  Categoria que você irá julgar e onde o Brasil não tem emplacado?
 
Hoje o festival é um grande Congresso de Comunicação.  Discute-se as diversas  transformações e tendências. Há tempos o Festival deixou de olhar só para a Propaganda e prêmios. O grande tema é Comunicação. E nisso, o PR tem ganho relevância nos últimos anos.  As agências de PR brasileiras estão percebendo a importância do festival. Com o trabalho de mídias sociais, poderemos ser mais criativos e ter mais inscrições. Esse ano já teremos mais agências participando.

 

Cite um grande trabalho da sua empresa ou cliente dela que vai concorrer Cannes neste ano.
 
Inscrevemos o trabalho PARE E DOE. Um trabalho do SBT junto com a Fundação Pró Sangue. Esse trabalho já ganhou bronze no Wave Festival in Rio.

Como as agências locais podem se inspirar em Cannes e trazer resultados inovadores aos seus clientes?
 
Conhecer trabalhos do mundo inteiro é uma grande fonte de inspiração. Acho que essa é a grande contribuição que Cannes pode trazer para agências locais.

 

Você já ganhou algum leão em Cannes? Isto gerou algum resultado para a empresa além do prêmio?
 
Ainda não ganhamos um leão. Como disse, o Digital está abrindo uma grande oportunidade para as agências de PR. O Mercado brasileiro sempre foi voltado para o trabalho de relações com a mídia e gerenciamento de crise. Agora, as agências brasilieras começam a criar campanhas mais integradas. Nós mesmos, acabamos de ganhar bronze no Wave Festival do Rio de Janeiro com o case Pare e Doe para o SBT e Fundação Pró Sangue. 

O que é mais importante em Cannes? Ganhar um leão, palestras, conhecer pessoas?
 
Pode juntar isso tudo que é uma boa resposta. ( risos)

Por que o Brasil valoriza tanto Cannes? Um dos países com maior número de inscrições e também visitantes.
 
Porque traz resultados para nosso negócio. É ingenuidade achar que Cannes é só para o ego.
 

Porque Cannes Lions faz tanto sucesso?

É um grande festival com enorme capacidade de juntar as mais brilhantes cabeças do mundo inteiro. Ninguém volta o mesmo depois de Cannes.

O que não falta na sua bagagem para Cannes?
 
Durante o almoço de jurados organizado pelo Estadão, representante oficial de Cannes no Brasil, assistimos a palestra do Mario Dandrea, presidente da Dentsu e que já foi jurado 3 vezes. Ele deu várias dicas e conselhos para todos nós. Uma coisa interessante que ouvi foi: “Curta esse momento. Desfrute essa experiência.’. Então, posso dizer que não vai faltar disposição e vontade para aproveitar cada minuto como jurado.