David Guetta em Cannes: Social Media está se tornando o verdadeiro Reality Show

26 de Junho de 2015

Assista ao vídeo (em inglês) que realizamos com trecho da entrevista ao Chairman e CEO do Grupo Publicis

Gueta é o DJ que tem o maior número de downloads de todos os tempos. Nesta quinta, 25/06, ele subiu ao palco no Cannes Lions e foi entrevistado por Maurice Lévy, Chairman e CEO do Grupo Publicis. Guetta falou sobre como ele conecta a sua marca pessoal com a audiência e a autenticidade e influência das celebridades nas mídias sociais..

“Se o mundo inteiro conhece a minha música, mesmo através de pirataria, tudo bem, eu não vou lutar contra isso. Você não pode resistir contra o progresso, mesmo que seja através de CDs, streaming ou downloads. O que importa é que a minha música seja ouvida”, declarou Guetta.

O DJ explicou que em concertos no Brasil e China, por exemplo, a propagação de sua música através de vários canais representa a popularidade da sua música e o comparecimento do público em seus shows. “Ainda bem que há pessoas que ainda querem pagar para ouvir a minha música”.
 

Social Media como reality show
David Guetta possui mais de 55 milhões de fãs no Facebook e que acompanham situações reais que acontecem em sua vida. Ele sugere que as marcas também devem encontrar maneiras de se conectarem melhor com os consumidores e de uma maneira real. “Da maneira em que eu vivo e compartilho minhas experiências, eu acredito que o ‘social media’ está substituindo completamente os Reality Shows da televisão. Para o músico, social media é o verdadeiro Reality Show, enquanto o Reality TV é uma realidade completamente falsa. Social media dá o acesso aos músicos como pessoas normais. “As pessoas querem se sentir perto das pessoas que elas realmente adoram”, disse Guetta.

Co-branding
Levy citou a associação do músico com o champagne Mumm, produzindo o primeiro vídeo musical em duas telas. O vídeo permite a exibição contínua através do PC e telas de computador. Saiba mais através deste link.

Guetta explicou também sobre a lógica na sua relação com as marcas. “Eu não estou interessado em vender bebida alcoólica, eu sou o meu próprio produto”. O que ele deseja é conquistar coisas que não seriam possíveis sem uma marca por trás, já que os músicos não faturam mais como antigamente no mercado musical. Os vídeos musicais são importantes para os artistas mas o orçamento para isto está ficando cada vez menor.

É possível que as marcas e os artistas possam expandir ainda mais o seu número de fãs através do uso de um co-branding mais inteligente. Os métodos tradicionais na relação de celebridades com marcas estão bem ultrapassados e não funcionam. Guetta acredita que as marcas ainda usam celebridades em modelos tradicionais, como colocando a foto da celebridade num poster para vender pasta de dente. “Eu não quero fazer isso apenas por dinheiro, mas por algo que eu realmente acredito”, disse Guetta.