Spotify bloqueará parte de seu acervo a quem não for assinante Premium

20 de Março de 2017

Quem curte o aplicativo de música Spotify sem pagar a versão Premium a partir de agora terão menos acesso a diversas músicas e álbuns, especialmente os lançamentos recentes. 50 milhões de usuários que atualmente podem ouvir música gratuitamente serão atingidos. O Spotify possui 30 milhões a mais de assinantes que o Apple Music e os 47 milhões a mais que o Tidal.

A mudança é bastante significativa, e não se sabe como isso irá afetar no futuro, já que é considerado o aplicativo de música streaming mais popular e até então todo o seu acervo estava disponível tanto para assinantes como para não assinantes. Atribuiu parte de seu enorme sucesso a oferecer música gratuita interrompida por anúncios de publicidade. Será que os usuários não assinantes, que gostam do serviço, passarão a assinar o plano Premium?

Segundo o jornal britânico “Financial Times” (FT) o Spotify fechou um acordo com algumas das companhias fonográficas mais importantes do mundo a fim de oferecer parte dos novos lançamentos somente aos assinantes Premium.

Para alguns artistas, como Taylor Swift, que decidiu remover suas canções do Spotify, o fato de pagar para consumir música é uma questão de princípios. Ao tomar essa decisão, a cantora escreveu que “a música é arte, e a arte é importante e peculiar. As coisas peculiares e importantes são valiosas. E deveria se pagar por coisas valiosas”. Para Taylor Swift, “a música não deveria ser de graça”.

 

*Com informações da Exame.