Johnnie Walker apresenta campanha "Explore as Possibilidades de Ser Pai"

08 de Agosto de 2019

Para este Dia dos Pais, marca propõe conversa sobre a nova paternidade

À medida que o tempo passa, uma série de antigos conceitos, padrões e papeis vêm sendo atualizados. O significado de ser pai é um deles. Por isso, neste Dia dos Pais, o convite de Johnnie Walker é refletir sobre as mudanças na paternidade que já aconteceram e as que ainda estão por vir, na campanha da CP+B Brasil: “Explore as possibilidades de ser pai”, com planejamento do escritório de PR [ EM BRANCO ].

“O varejo do Dia dos Pais sempre foi pouco valorizado. Fomos estudar os motivos disso e enxergamos que, antes do varejo, o papel do pai precisa ser atualizado, o que depende dos pais, das famílias e das instituições. Aproveitamos a data para propor essa conversa e ainda brincar com velhos presentes”, conta Juliana Ballarin, Head de Scotch da Diageo, empresa que acaba de instituir globalmente a licença paternidade de seis meses para todos os funcionários em qualquer um dos 180 países onde está instalada.

Para gerar essa conversa sobre o tema, o time da marca entrevistou diferentes pais que já representam essa nova paternidade.  

“A pouca valorização da data no varejo é sintoma de algo muito maior: o crescente aumento do número de famílias lideradas por mulheres e ainda a epidemia de jovens com até 30 anos que não tem pai na certidão de nascimento. Hoje são 5,5 milhões no Brasil, segundo dados de pesquisas publicadas nos últimos anos pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)”, conta Luciana Branco, diretora de criação da [ EM BRANCO ]. 

O time plural de pais que a agência escalou para a conversa é formado por Elam Lima (Cuca de Pai, Cachola de Mãe), Hélio Gomes (Afropai), Thiago Queiroz (Paizinho Vírgula), Paulo Miranda – especialista em masculinidade, Alexandre D´Agostino (Bar Apothek Cocktails & Co), Eduardo Sena (Hora do Gole), Michel Berndt (Mixologic), Ronaldo Tenório (Hand Talk), Eduardo Mikail (Digital Bronks), Fabio Paranhos (arquiteto e historiador) e Laércio Cardoso Jr. (consultor de marketing). 

“A partir das conversas, entendemos que o tempo e as manifestações de afeto com os próprios pais são as maiores faltas que os homens sentem sobre seus pais e é o que querem entregar de mais precioso aos filhos”, conta Luciana. 

Assista ao vídeo da ação: