Campanha do Bem combate jogo que induz o suicídio de jovens

17 de Maio de 2017

Já pensou que estranho alguém te cumprimentar na rua e pedir um abraço? Ou quem sabe você receber um elogio sem algum motivo especial? Nos dias de hoje, atitudes assim geram desconfiança. No entanto, essas tarefas são parte de uma campanha do bem chamada “Baleia da Gratidão”.

Com o intuito de reaver os valores de amor e união dentro dos lares brasileiros e entre as pessoas, a psicóloga e palestrante Marcia Luz, criou uma jornada de 50 dias para que alguns valores sejam resgatados em meio a correria diária.

A ideia surgiu após a profissional acompanhar disseminação do jogo “Baleia Azul”, que se propagou nas redes sociais com o intuito de incentivar o suicídio entre jovens. Essa “brincadeira” virtual possui algumas instruções bizarras, como: assistir vários filmes de terror, mutilar braços e pernas, arranjar brigas, cortar os lábios, evitar conversar por muitas horas, até chegar a última “prova” que é tirar a própria vida.

O jogo – Baleia da Gratidão
 
Com a ajuda das filhas Juliana, 13, e Natália, 17, Marcia Luz montou um roteiro com 50 atividades que devem ser realizadas entre pais, filhos e amigos.

Os desafios foram disponibilizados através de um e-book.
 
Após acessar o conteúdo, os participantes devem cumprir as tarefas diariamente no período de 50 dias e registrar através de vídeos ou fotos. Depois, é só postar nas redes sociais com a hashtag #baleiadagratidão.
 
Para provar que está cumprindo os desafios, a profissional gravou vídeos explicando cada tarefa diariamente e mostrando que também fez a sua parte. O material é postado diariamente no site: marcialuz.com

Confira: