MEMÓRIA: Como Steve Blank e suas metodologias estão revolucionando o mundo dos negócios

16 de Fevereiro de 2015

Matéria publicada originariamente no dia 1 de dezembro 2013

Resolvi escrever sobre o Steve Blank, que é um dos maiores expoentes do Vale Silício, tanto como empreendedor quanto professor, pois a cada dia admiro mais o seu trabalho que vem revolucionando o mundo dos negócios. Ele desenvolveu a  metodologia Customer Development  para a criação de produtos e empresas e o seu livro Do Sonho à Realização em 4 passos  tem sido chamado o livro que lançou o movimento Lean Startup,  inicialmente voltado para as Startups e mais recentemente para as grandes empresas. Inclusive o assunto de Lean Startup, como sendo de interesse de todos os tipos e portes de empresa, foi matéria capa, assinada pelo Steve Blank,da Harvard Business Review em maio de 2013.

O Steve Blank diz ter tido muita sorte em chegar no início dos tempos de boom do Vale do Silício em 1978, em vez de ter seguido o seu caminho em NY. Atualmente é professor de graduação e pós-graduação da UC Berkeley, Stanford University, Columbia University, Caltech e do Programa Conjunto Berkeley / Columbia Executive MBA. Blank já atuou em oito startups de tecnologia (na condição de fundador ou integrante da equipe inicial). Após 21 anos, em oito empresas de alta tecnologia, ele se aposentou em 1999. Sua última empresa, E.piphany, foi fundada em sua sala de estar em 1996.

Depois de se aposentar, refletiu muito sobre a sua experiência e escreveu um livro (que hoje é livro texto de suas aulas) sobre a construção de empresas em fase iniciais: The Four Steps to the Epiphany,que em português está publicado como Do Sonho à Realização em 4 Passos -Estratégias para a criação de empresas de sucesso. Nós da Clear consideramos esse como um livro indispensável para todos que desejam trazer ao mercado um novo produto, escrever planos de negócios, marketing e vendas.

Ele publicou mais dois livros: Not All Those Who Wander Are Lost e o The Startup Owner’s Manual. Em 2009, foi agraciado com o Prêmio de Ensino de Graduação da Universidade de Stanford, no Departamento de Ciência e Engenharia de Gestão. No mesmo ano, o San Jose Mercury News o listou como um dos 10 Influenciadores no Vale do Silício. Em 2010, foi agraciado com o F. Award Outstanding Teaching Cheit Earl na UC Berkeley Haas School of Business. Em 2012, a Harvard Business Review o listou como um dos “Mestres da Inovação”. Ele escreve semanalmente para o Wall Street Journal blog e, ocasionalmente, para a Forbes, o Huffington Post e no Japão por NikkeiBP. Em 2013 Forbes o listou como uma das 30 pessoas mais influentes na Tech. Em função de ter participado da história do Vale do Silício e de ser um estudioso e curioso sobre o porquê de empreendedorismo floresceu no Vale do Silício e nasceu morto em outro lugar, tem ministrado várias palestras sobre a História Secreta do Vale do Silício.

Como sou entusiasta da sua metodologia Customer Development – Desenvolvimento do Cliente, compartilho aqui uma breve descrição do próprio Steve Blank sobre a mesma : a empresa vai ao mercado pedir a potenciais usuários, compradores e parceiros sua opinião sobre todo e qualquer elemento do Modelo de Negócios, incluindo características do produto, preço, canais de distribuição e estratégias econômicas de aquisição dos clientes. Com base nesses subsídios colhidos, deve se rever as hipóteses e iniciar novamente o ciclo, até que seja criado um produto com aderência no mercado. Durante todo esse processo é tido o zelo pela agilidade e velocidade.

Esta nova maneira de desenvolvimento tem como base as opiniões e desejos dos clientes. E vem substituindo o tradicional e estático plano de negócios. Certa vez disse Mike Tyson em alusão a estratégia de luta de seus oponentes: “Todo mundo tem um plano até levar um direto na boca”. Com a Metodologia de Blank as empresas não precisam levar o “primeiro direto na boca”, depois do negócio já estar pronto e impossível de ser ajustado, nela você percebe o que deve ser alterado logo de início. A metodologia não tem só ajudado Startups a não desperdiçar horas de trabalho sobre produtos não válidos, grandes companhias também tem a usado e assim já pouparam cifras milionárias, com esforços em vão em seus departamentos de P&D.

Espero que tenham gostado e até a próxima!

A metodologia deu inicio ao movimento Lean Startup (Startup Enxuta), que promete tornar o processo de abertura de uma empresa muito menos arriscado. Ela preconiza experimentação em vez do planejamento minucioso, a opinião do cliente em vez da intuição, o projeto iterativo em vez da tradicional concepção de um produto acabado já de início. Mesmo com poucos anos de vida seus conceitos como “produto mínimo viável” e “pivotar” vem se disseminando com velocidade pelo mundo empreendedor.

Com tudo que criou e incentivou, Steve Blank revolucionou o mundo dos negócios de maneira ímpar e merece todo o nosso respeito e estudo. Atualmente a sua metodologia está sendo ensinada em algumas das maiores e melhores escolas de negócios do mundo Harvard, Stanford, Berkeley e Columbia. Inclusive essas escolas mudaram as tradicionais competições de planos de negócios em seus MBAs para competições de modelos de negócios.

Fernanda Bornhausen Sá

  • imagem de fersa
    Fernanda Bornhausen Sá é psicóloga com especializações em administração e orientação profissional. Possui mais de 20 anos de experiência na área de comunicação e publicidade, como sócia e dirigente de agências onde atendeu grandes marcas como a Caixa Seguros e a Malwee. É Presidente voluntária do IVA onde idealizou e lançou o www.voluntariosonline.org.br É sócia e diretora da Clear Educação e Inovação e Fellow do Synergos Institute.