Primeiro dia da missão técnica de catarinenses na Suécia. Confira o que aconteceu

15 de Maio de 2017

Nesta segunda-feira, 15/05, os integrantes da comitiva formada por 28 profissionais entre administradores, empresários, engenheiros, gestores públicos e privados, puderam conhecer soluções inovadoras ao visitar a sede mundial da Electrolux, além de serem recebidos na embaixada do Brasil na Capital da Suécia.

 
O ponto de partida da Missão Suécia foi Estocolmo, Capital do país que tem pouco mais de 9 milhões de habitantes. A Suécia é destaque em vários segmentos, tem economia altamente desenvolvida, ocupa a sétima posição no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) e vem ganhando espaço mundial sobretudo no campo da inovação, onde está entre os 5 países mais tecnológicos do mundo. Vivenciar esta realidade em busca de oportunidades é um dos principais objetivos da missão técnica ao país nórdico.

Eletrolux
O primeiro compromisso foi conhecer a sede mundial da Electrolux, fabricante de eletrodomésticos que neste ano completa 98 anos de fundação. Os números impressionam, a empresa é responsável pela venda de mais de 60 milhões de produtos por ano, em mais de 160 países. Tem cerca de 60 mil trabalhadores e detém 28% do mercado de eletrodomésticos na Europa. 
 
O grupo foi recebido pela vice-presidente de Talentos Global da Electrolux, a brasileira Valéria Balesteguim, que atua na empresa há vinte anos e há três assumiu o cargo em Estocolmo. A executiva falou sobre os aspectos diferenciados da gestão da empresa que tem em seus quadros   funcionários de 60 países. Os brasileiros marcam presença também no Grupo, ao todo, em Estocolmo são cerca de 48 funcionários, grande parte jovens. 
 
Outro ponto de destaque da gestão que diferencia a Electrolux são as jornadas à distância, não apenas no ambiente de trabalho. "O que importa é a entrega, o que é de competência de cada um, a confiança não só de trabalho, as pessoas confiam uma nas outras", destaca Balesteguim.

A terceirização, adotada por vários setores da empresa, é outro ponto de referência em setores como o de comunicação. 
 
Outro destaque é a atuação da empresa na área de sustentabilidade, o programa global da Electrolux busca a eficiência dos produtos utilizando materiais recicláveis como plástico e metais. A empresa comemora a redução de emissão de carbono e já tem uma meta a ser cumprida até 2020, a redução deve chegar a  50% em relação à 2005.
 
Para o presidente do CRA-SC, Evandro Fortunato Linhares, conhecer a Electrolux, foi de extrema importância "pois podemos ver in loco o modelo de gestão, eles estão comprometidos, tem responsabilidade em todos os processos, dando ênfase na retenção de talentos, é o que move a gestão para alcançar os objetivos", destaca.
 
O presidente da FECOMÉRCIO, Bruno Breithaupt, também destacou o modelo da Electrolux,  "que serve de exemplo por ser uma empresa voltada para a  inovação onde os jovens tem cada vez mais espaço, com atenção especial às demandas da sociedade", afirma.
 
Embaixada brasileira
No final do dia a Missão foi recebida na embaixada do Brasil pelo embaixador Marcos Pinta Gama. O embaixador destacou a importância da presença do grupo em busca de novos negócios e parcerias, destacou principalmente o potencial de intercâmbio na área da inovação. "Nós acreditamos que podemos promover o intercâmbio extremante benéfico em diversas áreas principalmente em inovação, meio ambiente, sustentabilidade e turismo. Esta visita é um primeiro passo de uma cooperação intensa entre SC e a Suécia", pontuou o embaixador do Brasil.
 
Para o idealizador do projeto Missão Suécia, o administrador Eduardo Bridi, "o primeiro dia da Missão demostra o quanto as empresas e a sociedade catarinense poderão alavancar seus negócios, a partir de experiências como esta, com intensa troca de informações e conhecimento". 
 
Missão Suécia
A viagem é um desdobramento do Conexão Suécia, realizado em novembro em Florianópolis, e tem a coordenação geral do Conselho Regional de SC. É realizada pelo Instituto de Capacitação, Pesquisa e Desenvolvimento Institucional em Gestão Social e de Tecnologia da Informação (IDESTI), com apoio do Conselho Federal de Administração (CFA) e Conselho Regional de Administração de Santa Catarina (CRA-SC), além da parceria com entidades empresariais e governamentais, entre elas: Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Santa Catarina (CREA-SC), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Federação do Comércio de Santa Catarina (FECOMÉRCIO), Sindicato das Empresas de Asseio,  Conservação e Serviços Terceirizados  do Estado de Santa Catarina (SEAC-SC), Sindicato das Empresas de Segurança Privada do Estado de Santa Catarina (SINDESP-SC), Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável (SDS) e Jönköping University.
 
A programação segue até a próxima sexta-feira< Nesta terça, dia 16, a comitiva segue para a cidade de Jönköping, distante pouco mais de 300 quilômetros da capital sueca.

Reportagem e imagens, Rute Enriconi.