Startups catarinenses vencem o StartOut Brasil e partem em missão à China

27 de Novembro de 2019

Entre elas está a CogniSigns, desenvolvedora da solução para auxiliar o diagnóstico e tratamento do Autismo, que passará por internacionalização

Leandro Mattos e Andressa Roveda, sócios e fundadores da CogniSigns

O StartOut Brasil é o principal programa do Governo Federal para startups que visam internacionalizar suas soluções. Anualmente, são avaliadas empresas de todo o país e selecionadas as que apresentam modelos de negócio mais concretos e com potencial de crescimento em escala global. Na edição deste ano do programa, que tem como destino as cidades de Xangai e Hong Kong, na China, três startups catarinenses (CogniSigns, Cheap2ship e Due Laser) foram selecionadas pelo governo chinês e por membros do Ministério da Economia e Relações Exteriores do Brasil para partirem em missão, junto a outras 16 empresas brasileiras, nos dias 1º a  10 de dezembro.

Nos eventos dos quais a comitiva irá participar, haverão investidores, fornecedores de tecnologia e potenciais clientes. Além disso, comitiva contará com um representante chinês que atuará como matchmaker, identificando as soluções das startups e fazendo a conexão delas por empresas que possam ter interesse.

A CogniSigns, vencedora do programa e integrante da missão, é uma startup de impacto social voltada a auxiliar  na triagem, diagnóstico e tratamento de transtornos mentais complexos, hoje focada em possíveis portadores de Transtorno do Espectro Autista (TEA), e agrega em sua trajetória passagens pelos três principais programas de aceleração para impacto social do Brasil e do mundo: o Artemísia Lab Saúde, o Accelerate 2030 da ONU e o Inovativa de Impacto, do Governo Federal. 

Leandro Mattos e Andressa Roveda, cofundadores da CogniSigns, afirmam: "nossa solução se chama V.E.R.A (Virtual Empathic Robot Assistant) que, via biossensores e inteligência artificial, promove reconhecimento de reações emocionais e comportamentais que, por serem universais a todos os seres humanos, pode ser facilmente aplicada em qualquer país, sem barreiras de linguagem ou cultura, facilitando a nossa internacionalização”. Ainda acrescentam: “nosso chatbot, que é responsável pela interação da V.E.R.A. com usuários, digitaliza e democratiza o início do diagnóstico do autismo, já está adaptado para uso internacional”.

 

 

O ecossistema catarinense como motor de impulsão

Especialistas em ciência, negócios e tecnologia, Leandro e Andressa explicam que o ecossistema de Santa Catarina foi um elemento fundamental para o sucesso da empresa. “Nascemos no MIDITEC, incubadora gerenciada pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e, por conta das conexões feitas aqui, decidimos estabelecer a CogniSigns em Florianópolis”. 

“Durante a última edição do Startup Summit, realizado pelo Sebrae/SC em Florianópolis, um dos instrutores do StartOut chamado André Rizzo, esteve presente e visitou o nosso estande, dando sugestões e dicas sobre nossa aderência ao programa. Claro que o que contou para a seleção, foi o potencial da nossa solução, identificado a partir de questões pertinentes ao negócio, com demonstração do produto, startup e equipe. No entanto, estar em um evento que proporciona essa visibilidade também foi enriquecedor”, complementa.

Outro encontro proporcionado pelo ecossistema de Santa Catarina foi com o Secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Governo Federal, Carlos Alexandre da Costa, e sua equipe, responsáveis pelo desenvolvimento do StartOut. “Durante visita à ACATE, o Secretário demonstrou interesse em conhecer a sede da startup vencedora do programa, o que nos rendeu uma visita muito especial e com a qual ficamos muito honrados”, concluem.