Startup de São José desenvolve software para corrigir má postura no computador

11 de Julho de 2017

Sistema inovador que corrige a má postura na frente do computador

Você sabia que a dor nas costas é a maior causa de afastamentos do trabalho? Segundo dados recentes apontados pelo ranking de auxílios-doença do INSS, esse problema afetou mais de 116 mil trabalhadores somente em 2016, deixando-os afastados por mais de 15 dias.

Mas o que poucas pessoas sabem é que a má postura na frente do computador e o esforço repetitivo são riscos ergonômicos que podem gerar doenças de trabalho e consequentemente afastamento de funcionários.

E foi pensando nesse assunto e observando a má postura de sua filha na frente do computador, que o empreendedor Cláudio Tulli, em parceria com a Dub Soluções, teve a ideia de criar o EP (Educador Postural), um software inovador que ajuda a corrigir a postura na frente do computador, reduzindo as chances de problemas como LER e DORT.

Como funciona do Educador Postural
O Educador Postural é um sistema web que pode ser acessado no trabalho ou em casa com o objetivo que ajudar o usuário a manter uma boa postura ao longo de sua jornada de trabalho na frente do computador, além de lembrá-lo de realizar alongamentos.

Por meio da webcam do computador, o sistema captura imagens do usuário ao longo do dia, que são armazenadas no histórico e avaliadas por uma fisioterapeuta. Nessa avaliação, o profissional dá dicas para o trabalhador melhorar a sua postura na frente do computador, além de alertá-lo sobre possíveis tendências a problemas em sua coluna.

Quando o usuário está sentado corretamente, o sistema também emite alertas e além disso, avisa o usuário quando ele deve fazer pausas para breves exercícios.

Maior qualidade aos trabalhadores
O projeto para a criação do Educador Postural durou cerca de 9 meses entre pesquisa e desenvolvimento e como resultado, foi possível criar um sistema ideal para melhorar a qualidade de diversos trabalhadores, além de ajudar muitas empresas.

Como se sabe, aqui no Brasil existe a NR17, norma regulamentadora que tem como objetivo estabelecer nas empresas alguns parâmetros para a adaptar as condições de trabalho conforme as características psicológicas e fisiológicas dos trabalhadores, de modo a proporcionar maior desempenho, conforto e segurança.

Neste caso, a norma também exige que o empregador realize a análise ergonômica do ambiente de trabalho e proporcione tais condições ao trabalhador. E é justamente esse o papel do Educador Postural, ou seja, ajudar a prevenir problemas como desconforto e baixa produtividade, além de afastamento por doenças como LER/DORT.

Outro assunto que entra em pauta com o uso do Educador Postural é que as empresas podem se beneficiar com a redução de impostos devido a diminuição da CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho). Deste modo, é possível conciliar maior qualidade para os trabalhadores e economia para os cofres da empresa com a redução de afastamentos de profissionais.

Além disso, a facilidade em poder acessar o sistema de casa, dá ao trabalhador uma maior consciência da importância de manter uma boa postura diariamente e ajudar a reduzir essa que é hoje líder de afastamentos de profissionais por motivos de saúde. Assim, essa consciência em manter uma boa postura pode ser refletida não só no universo empresarial, mas também dentro de casa ao educar filhos e entes queridos.

Para conhecer mais detalhes o Educador Postural, acesse educadorpostural.com. Veja como funciona: