Estudante de Florianópolis cria aplicativo para escolas de Palhoça

08 de Agosto de 2017

Jogo Geni será implementado de forma gratuita na rede municipal a partir deste mês

Como incentivar os estudos de uma geração que vive conectada à internet? Foi este pensamento que levou a estudante do 3o ano do Ensino Médio, Ana Luiza Mees, 17 anos, a criar o aplicativo Geni. "Eu percebi que muita gente não utiliza a tecnologia para estudar e quis aproveitar essa ferramenta para ampliar o conhecimento passado em sala de aula", explica.

O Geni é um quiz interativo em que as perguntas são criadas pelos professores de cada disciplina e respondidas pelos alunos das turmas. Por meio de um ranking, o estudante ganha pontos e "premiações", e pode acompanhar o seu desempenho e o dos colegas. Os professores, por sua vez, podem medir as dificuldades dos alunos e estimular a agilidade e a competitividade saudável entre os participantes por meio de um controle de tempo disponível no app. "É um complemento do conteúdo ensinado na escola, mas de forma leve e divertida", define a estudante. O uso do aplicativo é totalmente gratuito.

Processo de implementação na rede municipal

O aplicativo criado por Ana foi apresentado para diretores e responsáveis pela tecnologia das escolas municipais de Palhoça nesta quarta-feira (2). Segundo a criadora do Geni, o município foi escolhido porque já desenvolve projetos de inclusão tecnológica, tornando mais fácil a implementação do jogo.

Segundo Denis Ferrari, coordenador da assessoria do gabinete da Secretaria de Educação de Palhoça, o Geni deve ser apresentado aos professores ainda este mês. "Mesmo com a atual proibição do uso de celulares e tablets nas salas de aula, o jogo será um ótimo aliado dos estudos fora do ambiente escolar e vai incrementar o nosso programa de tecnologia, que já conta com salas informatizadas e lousa digital", diz.

O Geni está disponível para iOS e Android e contou com o apoio de desenvolvimento da IPM Sistemas, de Florianópolis, sob responsabilidade dos desenvolvedores Ivan Pinheiro  e Everton Martins.