Avon anuncia fim de testes em animais dentro de sua cadeia global

18 de Dezembro de 2019

Tal mudança envolveu um esforço multifuncional da companhia

A Avon anuncia em comunicado oficial que irá banir todos os testes animais, de todas as suas marcas e mercados, inclusive na China, onde o procedimento é obrigatório por leis locais para determinados tipos e categorias de produtos, como protetores solares e desodorantes. Tal mudança envolveu um esforço multifuncional da companhia, desde P&D, Supply Chain à Marketing e Comunicação.

Também neste mês, a companhia foi reconhecida pela ONG PETA (Pessoas Pelo Tratamento Ético dos Animais, em português) ao ser colocada na lista de empresas que trabalham por mudanças regulatórias.

A China é um importante mercado para a Avon, um dos maiores e com crescimento mais acelerado no mercado de beleza em todo o mundo. Por isso, a companhia permanecerá no mercado chinês, mas de forma adaptada, com algumas reformulações nas linhas de produtos e com abertura de novos canais de e-commerce, que não exijam o cumprimento dos requisitos legais do país para testes em animais.

“Na Avon, não acreditamos que os testes em animais sejam necessários para garantir a segurança de um produto. Temos trabalhado para promover a aceitação de métodos alternativos de testes há muitos anos, com parceiros como o Instituto para Ciências In Vitro, FRAME e a Humane Society International. Continuaremos a trabalhar com essas e outras organizações para impulsionar a indústria "cruelty-free" no futuro. Estamos confiantes de que esse avanço apoiará nossos esforços para atender às expectativas de nossos clientes e Revendedoras em todo o mundo”, comenta José Vicente Marino, presidente da Avon.