Festival Nacional da Truta espera milhares de turistas na Serra Catarinense

31 de Julho de 2019

Quarta edição do evento será realizada de 23 de agosto a 29 de setembro

Com 16 anos de existência e mais de 70 associados, a Associação do Trade Turístico de Urubici (Pouserra) foi quem criou o Festival em 2016. A promoção do evento surgiu para prestigiar a qualidade da gastronomia local e regional, bem como diminuir as taxas de sazonalidade na baixa estação. Por isso, a Fenatruta envolve os principais estabelecimentos de gastronomia, pousadas, vinícolas e operadores de turismo de Urubici e Bom Retiro, cujas distâncias de Florianópolis situam-se entre 172 e 136 quilômetros, respectivamente.

A primeira edição do Festival contou com nove restaurantes e mais de 850 pratos comercializados. No ano seguinte, em 2017, o número dobrou: foram 15 estabelecimentos e cerca de 2.000 pratos consumidos. Ano passado, a Fenatruta envolveu 16 restaurantes e foi prestigiado por cerca de 10 mil pessoas.

A realização do Festival este ano contará com a participação de 19 restaurantes, num acontecimento gastronômico que permitirá aos visitantes e moradores locais degustarem pratos típicos deste peixe de água doce. Um cardápio especialmente selecionado para agradar o paladar e os bolsos, com preços de, no máximo, R$ 49,50 por pessoa.

Na quarta edição do festival gastronômico, a Fenatruta está chegando com um ar ainda mais festivo. As duas praças da Avenida Adolfo Konder, em Urubici, se alternam para serem palco do receptivo do festival. Apresentações de talentos locais, degustações e capacitações farão parte das atrações deste ano.

O lançamento está marcado para 21 de agosto, e o Festival começa oficialmente nos restaurantes dois dias depois e vai até o final de setembro. Como em anos anteriores, neste período os restaurantes, bistrôs, cafés, empórios, churrascarias e pizzarias de Urubici e Bom Retiro, além de pousadas e vinícolas da região, oferecerão pratos, petiscos e iguarias da gastronomia local baseados na truta.

Através da parceria com o SENAC, SESC e SEBRAE, os municípios estão bem mais capacitados e preparados para oferecer o que há de melhor aos visitantes. Estimulada pelo Festival, a comunidade passou a frequentar mais os restaurantes e valorizar a truta como um produto representativo das potencialidades locais.