Festival Internacional de Teatro de Animação abre a programação de 2017 com Cia da Espanha

17 de Maio de 2017

De 20 a 27 de maio, será realizado, em Santa Catarina, o FITA - Festival Internacional de Teatro de Animação. Serão 36 apresentações de 13 companhias - do Brasil, Chile, Espanha, Holanda, Peru e Uruguai, que levarão para o palco boas histórias, poesia e linguagens como teatro de sombras, máscaras, luva, manipulação direta, manipulação com vara, manipulação de fios e teatro híbrido, com projeções audiovisuais. Florianópolis, Balneário Camboriú,  São José, Biguaçu, Joinville e Siderópolis receberão espetáculos.

A abertura da 11ª edição do FITA fica por conta da Cia. Jordi Bertran, da Espanha, referência mundial em teatro de animação que, neste ano, completa 40 anos de história. A montagem “Poemes Visuals” será apresentado no Teatro do CIC, no sábado (20) e domingo (21), às 20h e 15h respectivamente. O espetáculo que utiliza a técnica manipulação direta e é indicado para crianças, jovens e adultos, traz para a cena um poeta que descobre que a partir das letras pode criar poesia, sem necessidade de construir palavras. Inspirado na magia dos poemas visuais do poeta catalão Joan Brossa, toma emprestado o magnetismo do abecedário brossiano, o jogo de letras com o qual o poeta ilustrava sua poética visual. 

No domingo também tem programação gratuita no teatro da UFSC. “Mirame un ratito”, da Cia. Bet Burgos (Chile), poderá ser visto às 10h e 15h. O espetáculo que usa manipulação à vista e luva, com direção de Daniel Huaroc, é uma encenação divertida e poética que expõe a essência humana.

A partir de segunda (22), até 27 de maio, a programação do festival será intensa. Em Florianópolis, poderão ser vistos espetáculos no Teatro Ademir Rosa (CIC), no Centro de Cultura e Eventos UFSC - Auditório Garapuvu, no Largo da Catedral, no TAC - Teatro Álvaro de Carvalho, no Sesc Prainha e no Teatro da UFSC. Em Biguaçu, as apresentações serão no Casarão Born; em Siderópolis, no Siderópolis Clube; em Joinville, no SESC Joinville; em Balneário Camboriú, no Teatro Bruno Nitz; e em São José, na EEB Francisco Tolentino.

Além das apresentações, estão na programação atividades formativas, como oficinas e conversas com artistas depois dos espetáculos. 

“Blind”, com direção Nancy Black, da Duda Paiva Company, encerra o 11º FITA, no dia 27, com apresentação no Teatro Ademir Rosa - CIC. Existencialista e contemporâneo, conta a história de um homem que torna-se cego e perde o senso de si. Baseado na experiência de cegueira temporária do próprio dançarino/bonequeiro quando criança, o espetáculo traça a jornada de um trauma que pode mudar a vida.

Confira a programação e mais informações no endereço fitafloripa.com.br.