Startups trocam EUA por Canadá

17 de Julho de 2017

Um pouco acima do Vale do Silício, a canadense Vancouver se torna destino dos sonhos para startups brasileiras

A notícia de que o presidente norte-americano Donald Trump resolveu barrar o tão esperado visto para startups proposto pelo ex-presidente Barack Obama, na última semana, deu o impulso que faltava a um movimento que se consolida a cada dia: a troca dos Estados Unidos pelo Canadá como a escolha ideal para a internacionalização dos negócios. No sentido oposto ao país vizinho, o Canadá é receptivo às startups, tem programas específicos para elas, oferece toda a infraestrutura para acolher novos negócios e economia estável.

Vancouver acaba de ser eleita a melhor cidade do mundo para começar uma startup, de acordo com o StartUp City Index, ranking da consultoria inglesa PeoplePerHour. Entre os fatores determinantes da escolha, a alta qualidade de vida, a disponibilidade de espaços empresariais e a facilidade para fazer um novo negócio decolar. Para os empreendedores brasileiros em especial, os programas específicos de aceleradoras completam a relação de atrativos para a mudança. 

Um exemplo é o caso da Ciclano, startup do Rio Grande do Sul que acaba de ser aceita no programa de Startup Visa da Launch Academy - a melhor aceleradora do Oeste do Canadá. A iniciativa é designada para fast track, o processo para visto de trabalho e residência permanente no país.  O programa de vistos para startups através da Launch Academy só está disponível para empresas que tenham uma prévia relação com a aceleradora por meio dos programas LEAP International, Maple  Program ou seja associada dela.

Durante a última edição do LEAP, os mentores da Launch Academy perceberam que a empresa estava pronta para iniciar sua expansão para a América do Norte. “Estamos confiantes que a Ciclano e sua tecnologia de streaming têm grande potencial de sucesso. Estamos felizes em oferecer nosso comprometimento e suporte para a aplicação da Ciclano a um visto de startup no Canadá e sua mudança para o país através do nosso Maple Program”, afirma o CEO da Launch Academy, Ray Walia. O Maple Program dura seis meses e dá suporte para o crescimento do negócio, ao mesmo tempo em que auxilia os profissionais da empresa e suas famílias na transição de país.