FIESC participa de encontro com investidores nos Estados Unidos

10 de Março de 2020

Iniciativa faz parte da missão da presidência da República

O presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, participou do Seminário Empresarial Brasil-Estados Unidos na Flórida, nesta segunda-feira (9), em Miami, com a presença do presidente Jair Bolsonaro. O encontro faz parte da missão da presidência da República aos Estados Unidos. Aguiar lembra que o objetivo do encontro é a aproximação comercial.

“Isso para Santa Catarina é importante já que os Estados Unidos oscilam entre a primeira e a segunda colocação como principal destino das exportações do estado, mas precisamos estreitar mais a relação comercial”, afirmou Aguiar. Ele destacou ainda que o presidente Jair Bolsonaro, em seu discurso na abertura do seminário, disse que tem mantido contato com o Congresso Nacional e que o compromisso é fazer as reformas estruturais que são importantes para o Brasil.   

Durante o evento, foram realizados painéis sobre as perspectivas da economia brasileira e o novo ambiente de negócios; inovação, startups e franquias no Brasil e nos Estados Unidos; bioeconomia e as oportunidades para o Brasil e Estados Unidos e inovação na indústria de defesa.

Exportações

Em 2019, as exportações catarinenses para os Estados Unidos somaram US$ 1,32 bilhão. Entre os principais produtos destacam-se: motores elétricos, partes para motor, móveis, madeira e obras de carpintaria. No período, as importações catarinenses do país norte-americano totalizaram US$ 1,11 bilhão, com destaque para polímeros de etileno, carbonatos, coque e petróleo, carros e instrumentos médicos.  

Oportunidades de negócios

Conforme informações da Apex-Brasil, que organizou o seminário, há diversas oportunidades de negócios nos Estados Unidos, em particular no estado da Flórida. A economia norte-americana é a maior do mundo e segue crescendo. Entre 2014 e 2019, a média de expansão foi de 2,4% ao ano. Entre os estados norte-americanos, a Flórida é o segundo maior importador de produtos brasileiros: em 2019, as compras somaram US$ 4 bilhões. A corrente de comércio Brasil-Estados Unidos atingiu o valor de US$ 59,6 bilhões no ano passado, com crescimento de 3,4% em relação a 2018.