Catarinenses conhecem sistema de reciclagem de Borås e avaliam potencial para implantação no Brasil

19 de Maio de 2017

A comitiva catarinenses na Suécia passou nesta quinta-feira, 18/05, pela cidade de Borås no oeste do país. A região metropolitana tem cerca de 100 mil habitantes e fica a cerca de 400 km da capital Estocolmo. Borås se destaca mundialmente pelas fábricas têxteis e pela reutilização do lixo produzido. "Vimos em Borås um exemplo do bom reaproveitamento da matéria orgânica, que é usada predominantemente para aquecer as residências no rigoroso inverno nórdico. A população foi reeducada pelo poder público e atualmente é parte fundamental na coleta seletiva. Temos de levar esse exemplo de conscientização para poder implantar um modelo semelhante no Brasil", avalia a Eng. Roberta Maas dos Anjos - Diretora Financeira CREA-SC

Atualmente 99,6% do lixo produzido na região é reutilizado. Menos de um por cento vai parar no aterro local. A transformação dos resíduos fez com os moradores pagassem até 50% a menos na conta de luz e o transporte público sai 20% mais barato. Os sacos de lixo são disponibilizados pela companhia que recolhe os resíduos na cidade, de graça. Isso ajuda as pessoas na hora de fazer a separação em casa. No porão do condomínio, os próprios moradores fazem a triagem. Segundo o engenheiro químico e diretor do CREA-SC, Alexandre Bach Trevisan, o modelo é perfeitamente possível de ser implantado em uma cidade catarinense, "o projeto de Borås é um projeto de toda cidade, há um envolvimento comunitário muito grande para fazer a usina de lixo funcionar. A ideia de todos que participam da Missão é usar esse conceito e aplicá-lo em um município de nosso estado".

A cidade de Catanduvas no oeste catarinense é um dos locais que tem o interesse em implantar o modelo de reciclagem. A Administradora e engenheira de produção, Lígia Fuga, participa da Missão e realiza tratativas para levar a experiência a Santa Catarina, "Viemos para a Suécia com um projeto pronto, envolvendo prefeitura e as secretarias de educação, planejamento e administração para ser avaliado pelas autoridades locais. Nossa ideia é tornar Catanduvas uma referência no Brasil de destinação e aproveitamento de resíduos". O organizador da Missão, Adm. Eduardo Bridi, também falou sobre a iniciativa de trazer o modelo para o estado, "já estamos conversando com parceiros e municípios com este intuito. A tecnologia de ponta utilizada na Suécia levou a nação a ser referência em sustentabilidade. A ideia é levar ao Brasil a investir nessa área que poderá ser lucrativa para nosso país".

Posteriormente, a comitiva visitou a Centiro, destaque mundial na implementação de software de logística com soluções para E-commerce, Gestão de Transportes e Prestação de Serviços. A empresa desenvolve softwares que conecta companhias por todo o mundo. O gerente de Tecnologia da Informação FIESC, Eduardo Ferrari, analisou a estrutura interna da empresa e o trabalho desenvolvido com seus colaboradores, "a Centiro trabalha com 4 pilares: consumerização digital, inteligencia artificial, sustentabilidade e globalização. A empresa criou um conceito próprio para se relacionar com os funcionários e o mercado, trabalhando intensamente o desenvolvimento de lideranças com empregados que atuam em sinergia e com pouca hierarquia organizacional".

O empresário Hamilton Lyra Adriano da Shopconsult relacionou o trabalho desenvolvido pela Centiro com a empresa catarinense, "criamos neste ano o aplicativo Triporganizer, que organiza toda logística de viagens em grupos pelo mundo. Estamos alinhados com muitas das ações que vimos hoje na Centiro". 

O roteiro do dia ainda contou com parada na Indústria Têxtil de Borås e na Escola Sueca de Têxteis, reconhecidas mundialmente pela qualidade e avanços tecnológicos. O grupo conheceu as principais tendências que sairão do mundo têxtil, em especial, a possibilidade de identificação de problemas de saúde através de roupa especial que emite sinais em casos de enfermidades, como por exemplo em momentos anteriores a um infarto. 

Amanhã o grupo segue para o último dia de atividades da missão. A agenda ocorrerá na cidade de Gotemburgo, onde serão visitadas a Volvo Car, SKF e IKEA.

Reportagem e imagens, Rute Enricone.