Grupo SCC encerra a transmissão na sintonia AM da Rádio Clube de Lages

20 de Março de 2017

Após quase 70 anos na sintonia 690 kHz AM, a Rádio Clube de Lages passa a ser transmitida somente na frequência 98,3 FM. O encerramnto foi realizado pelo Grupo SCC na manhã desta segunda-feira (20). O início do processo de migração aconteceu há mais de um ano e em agosto do ano passado a programação da Rádio passou a ser transmitida nas duas frequências- AM e FM- até que tudo fosse adequado para o desligamento definitivo da transmissão em AM.

O ato de desligamento do transmissor em AM foi acompanhado pelo presidente do SCC Roberto Amaral, vice-presidente de produto Beto Amaral, pelos comunicadores Manoel Correa (Maneca) e Daniel Goulart, além da equipe técnica e de engenheiros que trabalharam diretamente nessa migração. “É muito gratificante acompanhar esse processo de evolução e melhoria na qualidade da transmissão da Rádio Clube de Lages que, por quase 70 anos, levou informação na potência operando em 690 kHz. Agora na frequência em FM esperamos pelos próximos 70 anos de história da Rádio Clube, sem nunca desligar sua principal característica, que é ser a voz do povo serrano”, destacou Roberto Amaral.

A migração das rádios que operam na faixa AM para o espectro das FMs foi motivada devido à presença de interferências que acabam inviabilizando a sintonia das estações por parte dos ouvintes. “A Rádio Clube está evoluindo e trabalhamos muito em cima de planejamento, aquisição de equipamentos e instalação para que hoje esse ciclo fosse encerrado. A Rádio Clube AM deixa de existir e o processo de migração foi concluído com sucesso”, disse Beto Amaral.

A torre que transmitia o sinal AM, localizada no bairro Boqueirão, mede 107 metros de altura e levava a programação da Rádio Clube para mais de 700 mil pessoas em 40 municípios da sua Região Operacional. O comunicador Maneca, que trabalha na rádio há pelo menos 67 anos, conta um pouco sobre a história de transmissão da Rádio Clube. “Sou testemunha do trabalho árduo que foi manter essa torre para garantir a transmissão. A Rádio Clube AM começou com 100W no transmissor e, sempre com o pioneirismo do Carlos Joffre e em seguida do Roberto Amaral, conseguimos evoluir para estar cada vez mais perto do povo”, apontou Maneca.

Há mais de seis meses na frequência 98,3 FM, a Rádio Clube mantém sua essência desde que entrou no ar pela primeira vez, em 1947. “A Rádio Clube é a voz da cidade e vamos continuar com esse conceito, levando informação com a participação da comunidade em toda programação e exercer nosso papel de comunicadores e prestadores de serviço”, reiterou Roberto Amaral.