Coluna Ozinil | Liberte a criatividade na sua empresa

26 de Setembro de 2016

Empresas inovadoras e democráticas vêm aplicando cada vez mais o conceito de empowerment em suas rotinas. O termo remete a descentralização de poderes na organização, ou seja, permite que os trabalhadores tenham mais participação nas atividades da empresa por meio de maior autonomia no processo decisório e no assumir de maiores responsabilidades. 

Como o conhecimento está cada vez mais acessível e a sua disseminação ocorre com naturalidade, acompanhado pela instantaneidade que o mundo vive, o processo de mudança nunca foi tão acentuado como nos tempos atuais e, cada vez, fica mais claro que as pessoas que não participam não se comprometem. 

Diante desse cenário, cabe às empresas se adaptarem às mudanças. As empresas precisam desenvolver estruturas lateralizadas com redistribuição do poder e das responsabilidades aos trabalhadores. Além disso, devem ampliar a liberdade no trabalho a fim de aumentar a participação efetiva de todos e, assim praticar o empowerment. O conceito está ligado à liderança e permite que os trabalhadores tomem decisões baseadas em informações repassadas pelos gestores. O perfil do profissional mudou e as empresas precisam entender essa realidade a colocar as mudanças em práticas. Não adianta ter pessoas cada vez mais qualificadas e impor limitações a sua atuação por meio de estruturas arcaicas ou de políticas ultrapassadas.

Um exemplo de empresa que já se adaptou a esse processo criativo e de mais participação aos colaboradores é o Google, que eliminou todo seu nível de gerência média e com isso as equipes são autodirigidas e o trabalho se caracteriza pelo conteúdo produzido e prazos definidos. Não há necessidade de trabalhar determinadas horas por dia e sujeitar-se à rotina que mata a criatividade. Para ser um profissional diferenciado há que se mudar para padrões modernos de atuação e obtenção de resultados. 

Para os profissionais que buscam uma boa colocação no mercado competitivo e aberto é necessário se atualizar constantemente em todas as áreas do conhecimento humano, pois cada vez mais será exigido o perfil generalista. Comece trabalhando desde já através de pequenas mudanças como conviver com pessoas que saibam mais que você, ler muito, assistir bons filmes cujo conteúdo obrigue a pensar, conhecer novos lugares, exercer atividades de lazer que desenvolvam capacidades e atiçar a curiosidade, pois está é parceira constante da criatividade e inovação. 

O mundo que está sendo criado será totalmente diferente do mundo que vivemos atualmente. Não haverá espaço para os que não forem competentes, criativos e produtores de resultados concretos. Bem vindo ao futuro!

Prof. Ozinil Martins de Souza

  • imagem de ozinil
    Possui graduação em Geografia pela Fundação Universitária Regional de Joinville e pós-graduação em Educação pelo Instituto Catarinense de Pós-Graduação. Tem forte experiência na área de Administração de Recursos Humanos, Negociação Sindical, Consultoria Empresarial e Empreendedorismo e atua na área acadêmica.