Coluna Ana Bárbara Dias | Growth Hacking, você sabe o que é?

13 de Setembro de 2019

Muito tem se falado neste termo, mas você realmente sabe o que significa, e como aplicá-lo?

Essa semana vamos desvendar mais um dos termos e ferramentas que surgem com a disrupção mercadológica que estamos vivendo. Antes de entender o termo, precisamos entendê-los separadamente, ou seja, growth significa crescimento, hack, uma brecha, um espaço, e hacking, é o ato de explorar esses espaços ou brechas.

Dito isso, podemos entender o growth hacking como uma prática de encontrar maneiras de promover o crescimento da empresa, ou melhor, dizendo, é o marketing orientado a experimentos. O growth hacking é um uma forma de criar um gatilho, visando resultados rápidos para o crescimento da empresa. Agora que entendemos o significado do termo, a questão que ainda permanece é: e como utilizá-los?

Vamos às respostas: a utilização do growth hacking gira em torno de toda a estratégia de geração de conteúdo, com objetivos relacionados à geração de leads, branding e posicionamento da marca, temas que já abordei em artigos anteriores e que continuarei conversando semanalmente. 

Atualmente a criação de conteúdo esta focada na estratégia: aquisição – ativação – retenção – receita e recomendação/AARRR, em que a grande finalidade da estratégia é em torno do crescimento e expansão rápidos da empresa, ou seja, toda a criação de conteúdo da empresa além de estar alinhada a estratégia de marketing adotada, deve conter gatilhos mentais e CTA’s (Call To Action) que realmente estimulem os lead’s.

Toda a estratégia de growth hacking gira em torno de se encontrar gatilhos mentais que atraiam mais e mais clientes, sempre lembrando que processo do AARRR deve estar lincado à experimentação, e com foco em trazer mais clientes para a empresa, ativando estes para que permaneçam e gerem receita e que após indiquem e recomendem a empresa, para que ela permaneça sempre no processo cíclico.

Este é um assunto muito interessante, e complexo, mais fique tranqüilo que continuarei abordando novas tendências semanalmente no blog, só mais um detalhe em torno do tema, se você pensa em desenvolver estratégias de growth hacking, é preciso além do conhecimento técnico e conceitual de marketing, também conhecimento em processos, metodologia de experimentos, tecnologia e principalmente psicologia do consumidor, temas estes que abordarei também. Obrigada, e não se esqueça que na vida tudo é uma troca.

Além do conhecimento técnico e conceitual de Marketing, o growth hacker precisa entender muito bem de processos, metodologia de experimentos, tecnologia e acima de tudo, psicologia do consumidor.

Ana Bárbara Dias

  • imagem de anabarbara
    Graduada em Comunicação Social, pós-graduada em Assessoria Parlamentar, com MBA em Marketing e Mestre em Administração, apaixonada pelo marketing, atualmente atua como professora universitária e consultora nas áreas de marketing e comunicação, mantendo também um blog sobre tendências de marketing www.anabarbaradias.com.br